Publicidade

Estado de Minas

Brasília oferece cursos e oficinas para quem deseja mergulhar no teatro

De cenografia a figurino; de iluminação a direção teatral: não faltam opções para quem quer fazer das artes cênicas um ofício


postado em 10/09/2015 07:37

A cenógrafa Maria Carmen de Souza integra o Estúdio de Tecnologia Cênica(foto: Sartoryi/Divulgaçao)
A cenógrafa Maria Carmen de Souza integra o Estúdio de Tecnologia Cênica (foto: Sartoryi/Divulgaçao)

Com bilhetes em mãos, o público toma seu lugar. O último alarme toca. A plateia se acomodada. A luz lentamente fica mais baixa e, no palco, as cortinas se abrem. Num breve espaço de tempo, toda a mágica acontece. Mas antes que tudo esteja no devido lugar, uma infinidade de providências foram tomadas. Decisões que vão da posição de um quadro disposto em cena até a luz correta para conferir a dramaticidade necessária a cada ato.

Os profissionais responsáveis por esses detalhes  necessitam de bases prática e teórica, que podem ser adquiridas em algumas escolas de teatro em Brasília. De cenografia a figurino; de iluminação a direção teatral: não faltam opções de workshops, oficinas e cursos de maior duração para quem quer fazer das artes cênicas um ofício, mas não necessariamente atuando.

Na Companhia da Ilusão, o curso básico de formação de atores dura dois anos e meio. É quando iniciantes e iniciados, sejam crianças ou adultos, têm contato com o método do russo Constantin Stanislavski, que prega uma maior intimidade entre ator e personagem. Depois de se apresentar em cinco espetáculos e em gêneros diferentes, como drama, comédia e teatro realista, o aluno ganha as credenciais necessárias para participar do Núcleo de Pesquisa e Montagem Teatral, em que pode se especializar em iluminação, figurino e direção teatral.

“O ator sai do curso com formação profissional, conhecendo todas as etapas de um espetáculo e pronto para dirigir peças”, comenta Alberto Bruno, coordenador geral da Companhia da Ilusão. Para ele, são cursos como estes que mantêm viva a tradição cênica em Brasília, de onde saem atores consagrados e conhecidos do público brasileiro, como Juliano Cazarré, Rosanna Viegas, Rainer Cadete, Murilo Grossi e Françoise Forton.

Outras opções

O Teatro Dulcina também tem iniciativas semelhantes. Espaço tradicional e respeitado na cidade, tem cursos de extensão diferenciados, como o de maquiagem cênica. No grupo de teatro No ato, também há alternativas, como as aulas de comportamento criativo (workshop disponível não apenas para atores, mas para qualquer pessoa que trabalhe com criação), escrita para teatro e teatro de improviso, nos moldes de espetáculos como Improvável, da companhia de comédia Barbixas, estilo de apresentação que conquistou o público candango, consumidor ávido de comédias. O último tem turma com início no dia 12 desse mês.

Na mesma data, Maria Carmen de Souza dá início a nova turma do Curso de Cenografia A explosão do palco. As aulas começam no sábado, mas ainda há vagas. Além de atuar como professora, Maria já criou mais de 100 cenários e figurinos para teatro em toda a carreira, pontuada por grandes conquistas, como Prêmio Molière de Teatro e Troféu Mambembe, no Rio de Janeiro, onde formou-se na Escola de Belas Artes da UFRJ. A comédia O cozido, com o diretor Abaetê Queiroz no elenco, é uma das que carregam a assinatura da carioca.

 

SERVIÇO

 

Confira alguns locais onde é possível aprender sobre diferentes aspectos das artes cênicas na capital: 

 

>>Companhia da Ilusão (510 Sul, Bloco C, entrada 18, sobreloja; 3242-3544), aberto de segunda a sexta, das 9h às 12h, e das 14h às 18h; e sábado, das 9h às 13h, e das 14h às 18h.Informações pelo site www.companhiadailusao.com.br ou pelo e-mail companhiailusao@gmail.com.

 

>>No Ato Produções

Informações pelo site www.teatronoato.com.br, pelo e-mail contato@teatronoato.com.br ou pelo telefone 9311-4525.

 

>>Teatro Dulcina (SDS Bloco C N°. 30/64 Edifício FBT; 3322-4147), aberto de segunda a sexta, das 8h às 21h30.

Informações pelos telefones 9604-2284 e 9312-2141.

 

>>Teatro Goldoni de Brasília (EQS 208/ 209 Sul, Lote A, Edifício Casa D'Itália; 3244-3333), aberto de segunda a sexta, das 8h às 12h.

Informações pelo e-mail t.goldoni@mail.com. 

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade