Publicidade

Estado de Minas

Joelma aciona a Lei Maria da Penha contra Chimbinha

Em comunicado, assessoria de imprensa da corporação no Pará afirma que caso foi transferido para Divisão Especializada no Atendimento à Mulher


postado em 11/09/2015 15:01

Último show da banda será em dezembro deste ano(foto: Márcio Nunes/TV Globo)
Último show da banda será em dezembro deste ano (foto: Márcio Nunes/TV Globo)

A situação de conflito entre Joelma e Chimbinha pode levar o guitarrista da Banda Calypso a ser enquadrado pela Lei Maria da Penha, de acordo com comunicado da Polícia Civil do Pará divulgado nesta quinta-feira (10). O texto publicado pela assessoria de imprensa da corporação afirma que os constantes telefonemas de Chimbinha para Joelma e pessoas próximas está previsto na Lei.

Tanto a natureza da agressão relatada pela cantora quanto a grande repercussão do caso são apontados como motivo para a mudança do caso de uma delegacia na Grande Belém para um departamento especializado no atendimento às vítimas de violência doméstica. A situação se agravou após suposto de boletim de ocorrência em que Joelma afirma que Chimbinha tem temperamento explosivo, chegando a ter agredido um dançarino da Calypso.

"O procedimento policial instaurado na Delegacia de Jaderlândia foi transferido para a Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (Deam)", unidade apontada como "referência nacional na investigação de crimes relacionados à violência contra a mulher", detalha o comunicado da Polícia Civil.

A Polícia Civil do Pará destaca ainda que "todas as informações referentes à apuração da denúncia serão tratadas em absoluto sigilo, conforme previsto na legislação penal brasileira".

Fim de casamento

A denúncia registrada por Joelma é classificada como "assunto pessoal" pela assessoria de imprensa da Banda Calypso, que segue sem se manifestar. Já os assessores de Chimbinha negaram qualquer ameaça. Após meses de rumores quanto a um possível divórcio, a tensão entre a cantora e o guitarrista veio à tona no fim do mês passado, durante apresentação no Distrito Federal.

Joelma desabafou sobre os problemas que vem enfrentando, incluindo a separação do guitarrista Chimbinha. Enquanto cantava a música A lua me traiu, a cantora chorou e chegou a afirmar que "lua não é ser humano. Ser humano é que trai". No mesmo dia, fãs atacaram Chimbinha, chamando-o de "safado". O músico se mostrou bastante desconfortável com a situação, mas continuou a se apresentar normalmente.

Desde o divóricio, anunciado em agosto pela página do Facebook da banda, rumores afirmavam que a separação também aconteceria na vida profissional. Em recente entrevista, Joelma confirmou que sairá da Banda Calypso em dezembro deste ano e afirmou que seguirá carreira solo como cantora gospel a partir do ano que vem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade