Publicidade

Estado de Minas

Animações agradam a adultos e crianças na tevê

Temas adultos retratados em uma linguagem acessível fazem animações atraírem público de todas as idades


postado em 12/10/2015 07:30

A animação 'Hora de aventura' retrata temas como amizade e adoção com leveza(foto: Cartoon Network/Divulgação)
A animação 'Hora de aventura' retrata temas como amizade e adoção com leveza (foto: Cartoon Network/Divulgação)
 

Em um mundo dominado por vídeos de gatinhos e joguinhos viciantes, não basta que um desenho animado agrade ao público infantil. Hoje, para ser um sucesso, é preciso que também se conquiste os corações dos adultos.


Se na era de ouro do estúdio Hanna-Barbera clássicos como Scooby Doo e Os Flintstones dominavam as tardes da semana e as manhãs de sábado, agora é a hora e a vez de aventureiros ainda mais corajosos e famílias não convencionais.
Hora de aventura, Steven Universo e Gravity falls são desenhos que abordam temas delicados, como sexualidade, identidade de gênero, abandono, guerra nuclear e trauma, sem esquecer que grande parte do seu público ainda é constituída por crianças. Ao apostar em roteiros inteligentes e animações elaboradas, esses programas garantiram um lugar privilegiado no cenário televisivo atual.


Considerado um marco na história da rede Cartoon Network, Hora de aventura segue as vidas de Finn, o Humano, e seu melhor amigo e irmão adotivo Jake, o Cão. A dupla vive na Terra de Ooo, versão do nosso planeta após a tragédia nuclear conhecida como a “Grande Guerra dos Cogumelos”.


Uma das tramas mais importantes do desenho é a história do Rei Gelado que, inicialmente, ocupava o papel de principal antagonista dos heróis. No entanto, no decorrer das primeiras quatro temporadas, outra face do vilão é apresentada: no fundo, ele é um senhor solitário e doente.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade