Publicidade

Estado de Minas

"A gente não é melhor nem pior que ninguém", diz Camila Márdila

A atriz brasiliense ressaltou a personalidade forte de Jéssica, sua personagem no filme "Que horas ela volta"


postado em 13/11/2015 10:00 / atualizado em 13/11/2015 10:43


A atriz brasiliense Camila Márdila, de 27 anos, falou ao Correio, na tarde de quinta-feira (12/11), sobre a relação dela com a personagem Jéssica, filha de Val - vivida por Regina Casé -, do filme Que horas ela volta?, vencedor com o prêmio de melhor atriz para Camila e Regina, no Sundance Film Festival. Ela analisou as relações sociais entre as patroas e os empregados e ressaltou a vontade dela de "continuar se impondo na sociedade", assim como Jéssica.     

 

Criada em Taguatinga, Camila admite que se acha inferior à personagem por não conseguir se colocar perante algumas situações que necessitam opiniões fortes. "Quando ela fala que não é melhor nem pior que ninguém, me marcou muito.  É muito difícil você dar a sua opinião às vezes sem parecer prepotente. E por isso sei que preciso ser muito mais Jéssica ainda na vida", justifica.

 

Questionada sobre o sucesso do filme, a atriz o atribui à toda equipe e à construção dos personagens, que, segundo ela, tornam as relações entre eles e espectadores muito mais acessíveis. "As pessoas se identificam e vêm até mim contar da própria vida e dessas semelhanças. O filme torna-se muito pessoal, aproxima o elenco do público", ressalta. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade