Publicidade

Estado de Minas

"A segunda temporada (de Narcos) será incrível", diz Wagner Moura em site

O ator falou sobre as gravações da série Narcos, curiosidades pessoais e problemas sociais


postado em 02/12/2015 15:16 / atualizado em 02/12/2015 15:24

(foto: Reprodução Reddit)
(foto: Reprodução Reddit)
Wagner Moura surpreendeu os fãs com um ask me anything (me pergunte qualquer coisa, em tradução livre) nesta quarta-feira (2/12), no site Reddit, e muitas pessoas aproveitaram a chance para perguntar curiosidades pessoais sobre o autor, elogiar seu trabalho e saber mais sobre a próxima temporada de Narcos, prevista para estrear ano que vem no Netflix.

O ator, por meio da plataforma, se apresentou de Bogotá, Colômbia, onde está filmando a série, na qual interpreta o traficante Pablo Escobar.  Perguntado sobre a parte mais difícil de gravar Narcos, o ator respondeu que definitivamente é estar longe da esposa e dos filhos. Ele contou para outro fã que não esperava que a série de TV ficasse popular tão rapidamente e que ninguém sabe quando algo será um sucesso. "A segunda temporada será incrível", disse Moura para delírio dos fãs.

Leia mais notícias em Diversão e Arte


Em sua atuação como Pablo Escobar, Wagner Moura foi criticado algumas vezes pela desenvoltura no espanhol. Perguntado sobre isso o ator explicou que, no set, "existem atores de todas as partes da América Latina e que todos tentam aprender um pouco sobre o sotaque da região, mas não conseguem parecer como atores locais". "Para mim, foi particularmente difícil porque nem sequer falava espanhol antes da série, mas eu tenho que dizer: quando eu estou trabalhando em um personagem, sotaque não é a minha principal preocupação", completa.

Wagner Moura aproveitou a oportunidade e a data - hoje é Dia Internacional para Abolição da Escravatura - para também divulgar outro trabalho que fez para a campanha 50 for Freedom, que luta contra a escravidão moderna. Quando um fã perguntou sobre coisas que fazem ele se sentir orgulhoso do Brasil, Moura contou que o país é líder na luta contra a escravidão moderna e que nenhum outro país tem leis como as nossas para o problema.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade