Publicidade

Estado de Minas

Novo CD do cantor Latino aposta em ritmos latinos, especialmente na bachata

O estilo surgiu na República Dominicana nos anos 1960 e nos últimos anos sofreu uma mudança unindo zouk e bolero


postado em 07/01/2016 07:30 / atualizado em 07/01/2016 13:31

(foto: Latino/Divulgação)
(foto: Latino/Divulgação)
 

 

O cantor Latino tem mais de 20 anos de carreira no mundo da música. Ele sempre foi um artista que o público e o mercado tiveram dificuldade em definir o estilo, o que, na verdade, segundo ele, era intencional. “Um estilo sempre nos deixa velho. O que devem estar fazendo hoje os cantores de lambada? Eles ficaram presos aos anos 1980. Não gosto de segmentar. Sou um artista ousado e irreverente”, defende.


Há um tempo, Latino chegou a ser definido como cantor de funk e pop – com hits Me leva (funk melody), Dança kuduro (kuduro) e Festa no apê (pop) – agora ele quer apostar exatamente no que diz seu nome artístico: a música latina. “Sempre gostei. Na época em que morei nos Estados Unidos, eu convivia muito com latinos, ouvindo merengue, salsa. Sempre tive isso muito incorporado no meu trabalho. Esse é o disco que mais representa a minha musicalidade”, explica, ao definir que, neste álbum novo trabalho, finalmente abraça seu gosto musical.

Em Soy latino, ele incorpora o ritmo em suas canções, apesar de manter um formato todo brasileiro nas letras das músicas, ao cantar o que ele chama de cotidiano do povo. Da América Latina, o artista aposta, principalmente, na bachata, um estilo que surgiu na República Dominicana nos anos 1960 e que nos últimos anos sofreu uma mudança unindo zouk e bolero. Os principais representantes do ritmo hoje são os cantores Joe Veras e Romeo Santos.

Sobre a resistência do brasileiro ao rótulo de latino e a musicalidade dos hermanos, Latino acredita que ainda não foi feita música latina no Brasil de forma correta. “Na minha cabeça, a música latina não funcionava no Brasil porque as pessoas não souberam fazer. Não trouxeram temas polêmicos e bons. É preciso popularizar as letras e trazer também a sofrência brasileira. Foi o que eu fiz”, afirma. Soy latino foi produzido por Well, um nome importante do reggaeton, que ainda dá uma palhinha na faixa Todo seu.

Representantes da bachata

Joe Veras
Da República Dominicana, o cantor começou a carreira artística apenas depois de se mudar para Santo Domingo. Seu primeiro álbum foi With love, de 1993, quando apresentou a bachata e teve boa aceitação do público. Até hoje é visto com um dos grandes representantes do gênero e tem no currículo oito álbuns dedicados ao estilo musical.

Romeo Santos
O jovem cantor estadunidense, que é filho de pai dominicano e mãe porto-riquenha, iniciou envolvimento com a música latina ao fazer parte do grupo de bachata Aventura. A banda foi uma das figuras-chaves para a popularização do estilo musical nos Estados Unidos e também na Europa, ao figurar no topo da parada da Billboard Latin. Hoje, aposta na carreira solo e se destaca com o single Eres mía.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade