Publicidade

Estado de Minas

Will Smith também boicota o Oscar por falta de negros entre os indicados

Astro engrossou o coro do cineasta Spike Lee e da própria esposa, a atriz Jada Pinkett Smith


postado em 21/01/2016 16:48 / atualizado em 21/01/2016 16:48

Will Smith posa para fotógrafos ao lado da esposa, Jada Pinkett Smith, no Golden Globe Awards(foto: AFP PHOTO / VALERIE MACON)
Will Smith posa para fotógrafos ao lado da esposa, Jada Pinkett Smith, no Golden Globe Awards (foto: AFP PHOTO / VALERIE MACON)
 

 

O ator americano Will Smith é o mais um astro de Hollywood a boicotar a premiação do Oscar 2016, prevista para 28 de fevereiro. Ele engrossou o coro do cineasta Spike Lee e da própria esposa, a atriz Jada Pinkett Smith, e criticou a falta de artistas negros entre os indicados a faturar as estatuetas.

Em entrevista ao programa Good Morning America, da rede de televisão americana ABC, nesta quinta-feira (21/1), Will Smith negou a participação na cerimônia. “Minha esposa não vai. Seria constrangedor aparecer com Charlize (Theron), nós discutimos isso. Nós somos parte desta comunidade. Mas, no momento atual, estamos desconfortáveis para ficar lá e dizer que isso é ok”, comentou.

 

 

 

Antes, o astro havia ressaltado que por duas vezes esteve entre os indicados ao Academy Awards e jamais perdeu para a premiação para um ator branco. “Na primeira vez, perdi para o Denzel (Washington) e, na segunda, para o Forest Whitaker”, relembrou o ator de 47 anos.

“Então, para mim, quando vejo esta lista de indicados e todo mundo é fantástico — essa é a complexidade da questão, todos são ótimos e merecedores —, me parece que isso vai na direção errada”.

Will Smith era cotado para uma indicação por seu papel em Um homem entre gigantes, mas não entrou na lista da Academia.

Coro de críticas
O astro de Eu sou a lenda (2007) e da trilogia MIB — Homens de preto não é o primeiro a declarar ausência na cerimônia de premiação do Oscar 2016 por falta de negros entre os indicados. A esposa do ator, a atriz Jada Pinkett Smith, foi uma das primeiras celebridades a criticar publicamente a lista.

“Na festa do Oscar pessoas de cor são sempre bem-vindas para dar prêmios. Ou mesmo entreter, mas nós raramente somos reconhecidos por nossos feitos artísticos. Pessoas de cor devem abster-se de participar todos juntos? As pessoas só podem nos tratar do jeito que nós permitimos”, escreveu Jada Pinkett Smith em sua conta no Facebook.

Na segunda-feira (18/1), foi a vez do produtor e diretor americano Spike Lee dizer, em sua conta no Instagram, que não vai comparecer ao evento. O cineasta ainda postou uma imagem do ativista Martin Luther King Jr., símbolo da luta dos negros contra a discriminação racial nos Estados Unidos no século passado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade