Publicidade

Estado de Minas

Gastronomia entra de vez no mundo dos produtos culturais

Seja entre os livros mais vendidos, seja na grade de canais de tevê e streaming, gastronomia nunca esteve tão em alta quanto agora


postado em 09/02/2016 07:30 / atualizado em 09/02/2016 16:18

Rita Lobo: livro de receitas entre os 10 mais vendidos do país, acompanhando o sucesso de outras publicações do gênero(foto: Ricardo Toscani/Divulgação)
Rita Lobo: livro de receitas entre os 10 mais vendidos do país, acompanhando o sucesso de outras publicações do gênero (foto: Ricardo Toscani/Divulgação)
 

A relação do homem com a cozinha vem se transformando com o passar do tempo. Passou de uma mera função de sobrevivência, para ocupar lugar de destaque na cultura de um povo. Ao longo dos últimos anos, a indústria do entretenimento tem explorado esse nicho das mais variadas formas, que vão de realities shows a livros sobre o tema.

O ano de 2016 mal começou e já dá sinais de que chefs, cozinheiros e cia. vão continuar em alta nos próximos meses. Dos 10 livros de não-ficção mais vendidos em ranking semanal do Publish News, três são de gastronomia. Na lista geral, destaque absoluto é o livro Ruah, do Padre Marcelo Rossi, que também tem a alimentação como tema central e foi o mais vendido do mês de janeiro. Até agora, esse tipo de publicação tem destronado os livros de colorir, que dominaram as prateleiras em 2015.

Nas telonas e telinhas, também é boa safra para quem gosta de casamento entre a sétima arte e a gastronomia. Em 2016, já foram anunciadas quilos de produções voltadas ao mundo das caçarolas, como a série Cozinhar, uma história natural da transformação, adaptação de livro homônimo do escritor Michael Pollan. Confira, abaixo e ao lado, a seleção do Diversão&Arte com produtos culturais relacionados à gastronomia que vão além do delicioso e necessário ato de comer.

Considerado um dos mais importantes rankings da literatura nacional, o site Publish News apontou os livros mais vendidos de janeiro e Ruah (Principium/Globo), do Padre Marcelo Rossi, ocupa a primeira colocação. O livro lançado em dezembro sobre vida e alimentação saudável, escrito pelo padre, desbancou todos os concorrentes. Até aí, nenhuma novidade, dada a ampla repercussão de qualquer projeto com o nome do religioso. O que surpreendeu foi a disparada de outros títulos que têm a gastronomia como cerne. Na lista de obras de não-ficção, os livros Bela Cozinha 2 (Globo Estilo), Dona Benta — Comer Bem (Companhia Editora Nacional) e Cozinha Prática (Senac São Paulo), ocuparam, respectivamente, a quarta, quinta e sexta posição.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade