Publicidade

Estado de Minas

Cantor Guinga relembra carreira e trabalho com Elis Regina

O grande público veio a tomar conhecimento de Guinga em 1978, quando a Pimentinha incluiu no LP Essa mulher, a faixa Bolero de satã


postado em 21/03/2016 07:06 / atualizado em 21/03/2016 11:36

CD Mar afora, de Guinga e Maria João, com 14 faixas, foi produzido por Luis Pavan(foto: Manfred Pollert/Divulgação)
CD Mar afora, de Guinga e Maria João, com 14 faixas, foi produzido por Luis Pavan (foto: Manfred Pollert/Divulgação)
 

Quem primeiro gravou Guinga foi Iracema Wernec, cantora revelada pelo Programa Flávio Cavalcanti, que participou do Festival Internacional da Canção, no começo da década de 1970. “Ela tem uma voz linda, mas a música ficou pouco conhecida. Mesmo canções que fiz em parceria com Paulinho Pinheiro, como Punhal e Valsa do realejo, lançadas em discos de Clara Nunes, de 1973 e 1975, não aconteceram”, recorda-se.

O grande público veio a tomar conhecimento de Guinga em 1978, quando Elis Regina incluiu no LP Essa mulher, a faixa Bolero de satã, que se transformou num clássico da obra da Pimentinha. “Ela iria gravar em outro LP Passos e assobio e Valsa maldita, mas não teve tempo para isso”, lamenta.

Igualmente não chegaram a fazer sucesso Chorando as mágoas, Nonsense e Gratidão, gravadas por Miúcha, em LP de1988; Deixa falar, Destino Bocaiúva e Vô Alfredo, do CD Pra bom entendedor, que Fátima Guedes lançou em 1993. “Tive músicas gravadas, também, por Elza Soares, Ná Ozzetti, Vânia Bastos e Selma Reis que passaram despercebidas”, conta resignado.

Catavento e girassol

Em compensação, ele viria a fazer muito sucesso com Catavento e girassol e Baião de Lacan, duas faixas de um dos álbuns mais bem avaliados de Leila Pinheiro, que ela lançou em 1996. “São parcerias minhas com o Aldir, assim como todas as outras desse projeto, que levaram Leila a ser novamente tocada no rádio e ganhar espaço na mídia”, destaca.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade