Publicidade

Correio Braziliense

Mais madura, a girlband Fifth Harmony lança segundo disco e prepara turnê

O quinteto ficou famoso depois de participar de programa de reality nos Estados Unidos


postado em 01/06/2016 07:30

 

Fifth Harmony aposta nas tendências do pop para se manter com relevância no mercado(foto: Kevin Winter/AFP)
Fifth Harmony aposta nas tendências do pop para se manter com relevância no mercado (foto: Kevin Winter/AFP)

 

Quando Ally Brooke Hernandez, Normani Kordei, Dinah Jane Hansen, Camila Cabello e Lauren Jauregui pisaram nas arenas de audição do The X factor USA, em 2012, era impossível imaginar que o quinteto fosse se tornar a mais nova girlband a fazer sucesso mundialmente. Desde o ano passado, o grupo, que foi criado por iniciativa de Simon Cowell, tem quebrado vários recordes e teve seu trabalho reconhecido pela crítica – afinal de contas, o público já as havia abraçado desde o período do reality show, em que ficaram em terceiro lugar. Uma repercussão que não se via para uma banda feminina desde o fim das Spice Girls, que foram sensação nos anos 1990.

Com idades entre 18 e 22 anos, a banda passou por um processo de amadurecimento nos últimos anos. O trabalho de lançamento, Better together (2013), mostrava uma banda mais infantil, que nada tem a ver com a girlband por trás do novo disco, 7/27, divulgado oficialmente em 27 de maio e uma referência a data de criação do grupo, em 27 de julho. Mas isso não foi lá uma surpresa. Essa transição esteve presente em Reflection, de 2015, e pôde ser vista com o hit Worth it (em parceria com Kid Ink). Além disso, o primeiro single do novo material, Work from home em parceria com Ty Dolla $ign, também denunciava as mudanças.

Em 7/27, as garotas apostam nas novas tendências da música pop, com batidas eletrônicas que vão desde a house music ao trap (ritmo originário do rap) e participações especiais de nomes ligados a black music como Missy Elliott (Not that kinda girl) e Fetty Wap (All in my head). As críticas ficam por conta do excesso de sensualidade, principalmente, baseado na idade das meninas — Dinah, a mais jovem, tem apenas 18 anos. Mas fica claro que o grupo resolveu entrar no jogo do pop atual, em que há sensualidade nas letras, batidas eletrônicas e coreografias fáceis de serem copiadas pelos admiradores.

Nova turnê
O disco mal foi lançado e o quinteto já sairá em turnê pela América Latina com as canções do álbum, na The 7/27 tour. O primeiro show será em Lima, no Peru, em 22 de junho. Depois, seguem para Santiago (24), no Chile, e Buenos Aires (26), na Argentina.

Elas desembarcam no Brasil no dia 28 com show em Porto Alegre. Antes de chegarem em Brasília em 3 de julho para apresentação no Net Live (Vila Planalto) passam por Curitiba (29) e Rio de Janeiro (1º), com encerramento em São Paulo, em 5 de julho. Em seguida, elas retornam aos Estados Unidos. Essa é a segunda vez que a girlband se apresenta no Brasil.

 

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui

 

7/27
De Fifth Harmony. Sony Music, 12 faixas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade