Publicidade

Correio Braziliense

Javier Santos pede reconhecimento de paternidade do cantor Julio Iglesias

O suposto filho do artista iniciou o processo na Espanha esta segunda-feira (4/9) depois de conseguir um teste de DNA


postado em 04/09/2017 18:30 / atualizado em 04/09/2017 18:34

Julio Iglesias é pai de oito jovens, entre eles os também cantores Enrique Iglesias e Julio Iglesias Jr; Javier Santos tenta provar ser o nono filho(foto: Internet/Reprodução)
Julio Iglesias é pai de oito jovens, entre eles os também cantores Enrique Iglesias e Julio Iglesias Jr; Javier Santos tenta provar ser o nono filho (foto: Internet/Reprodução)
 
 
Suposto filho de Julio Iglesias, o jovem de 27 anos Javier Sánchez Santos conseguiu um teste de DNA de um membro da família do cantor. Sánchez está certo de que o teste provará que Iglesias é o pai dele. Nesta segunda-feira (4/9), em um juizado espanhol de Valência, o jovem abriu um processo que pede o reconhecimento da paternidade.
 
"Tiveram de passar 27 anos para conseguir um teste de DNA que o meu pai biológico sempre recusou. Essa prova indica em 99,9% que sou filho dele e que minha mãe sempre disse a verdade. É hora da justiça reparar o dano", disse Javier Sánchez Santos à imprensa que o esperava em frente ao tribunal onde abriu o processo. O jovem afirma que a prova é irrefutável.
 
Sánchez pede que a amostra do DNA levada ao juizado seja verificada a partir da compatibilidade com a de algum outro membro da família Iglesias, seja do próprio Julio ou de algum dos filhos do artista. O advogado que defende o caso do suposto filho do artista conta que o teste não foi feito voluntariamente pelos membros da família Iglesias e não revelou de quem é a amostra apresentada no processo, dizendo apenas que ele é "do entorno familiar de Julio Iglesias".
 
Segundo Sánchez, a prova foi adquirida pela "melhor equipe de detetives da Espanha", mas Osuna apontou que é esperado enfrentar dificuldades no processo, apesar de acreditar que o teste de DNA deve prevalecer sobre outros argumentos. O processo de confirmação de paternidade havia sido iniciado uma outra vez, em 1999, e rejeitado. "Minha mãe foi tachada de muitas coisas que me doeram e quero dar a ela este presente", conta o jovem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade