Publicidade

Correio Braziliense

Diretora de 'Mulher-Maravilha' defende igualdade de salários em entrevista

A portal norte-americano, Patty Jenkins falou sobre a luta para receber um salário semelhantes aos valores pagos a homens e a experiência de ser a responsável por um dos filmes mais lucrativos do ano


postado em 10/10/2017 17:15 / atualizado em 11/10/2017 08:50

Girl power para Patty Jenkins!(foto: Reprodução/Internet)
Girl power para Patty Jenkins! (foto: Reprodução/Internet)


Em entrevista ao portal Variety, a diretora Patty Jenkins confirmou que batalhou por um salário equiparado ao valor pago a homens em filmes do porte de Mulher-Maravilha. Petty ganhará para realizar a continuação do blockbuster cerca de U$ 8 milhões. A arrecadação de Mulher-Maravilha foi fechada na casa dos U$ 821 milhões.

A diretora ainda explicou que a negociação salarial tinha fortes ligações com o papel feminista que ela ganhou ao longo da exibição do longa da Amazona mais famosa do cinema. “Nunca estive tão consciente de um dever quanto nessa negociação. Eu sabia muito bem que tinha que me assegurar de receber tanto quanto um homem receberia”, afirmou.

Jenny faz parte de uma minoria em Hollywood. Dos 250 filmes de maior bilheteria de 2016, apenas 7% vieram de direção feminina, e a última diretora a figurar na lista de indicação ao Oscar foi Kathryn Bigelow, em 2010.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade