Publicidade

Correio Braziliense

Estrelas do K-pop se reúnem para enterro do cantor Kim Jong-Hyun

O artista de 27 anos, que fazia parte do grupo SHINee, muito popular também fora da Ásia, foi encontrado morto no quarto de um hotel de Seul na segunda-feira


postado em 21/12/2017 06:56 / atualizado em 21/12/2017 07:06

Em um bilhete de despedida, o cantor, uma das maiores estrelas do K-pop, relatou sua batalha perdida contra a solidão e a depressão(foto: South Korea Out / Republic ff Korea /AFP)
Em um bilhete de despedida, o cantor, uma das maiores estrelas do K-pop, relatou sua batalha perdida contra a solidão e a depressão (foto: South Korea Out / Republic ff Korea /AFP)

 
Seul, Coreia do Sul - Seis grandes estrelas da música pop sul-coreana carregaram nesta quinta-feira o caixão do cantor Kim Jong-Hyun, cujo suicídio deixou em evidência a violência da indústria do entretenimento no país. O artista de 27 anos, que fazia parte do grupo SHINee, muito popular também fora da Ásia, foi encontrado morto no quarto de um hotel de Seul na segunda-feira, o que deixou os fãs traumatizados. 
 

Fãs deixaram flores em rua de Seul(foto: Martin Bernetti/AFP)
Fãs deixaram flores em rua de Seul (foto: Martin Bernetti/AFP)
Em um bilhete de despedida, o cantor, uma das maiores estrelas do K-pop, relatou sua batalha perdida contra a solidão e a depressão: "Estava tão sozinho". Diante de muitos jornalistas, o caixão foi transportado do centro médico Asan de Seul por um cortejo liderado por um dos companheiros de Kim no grupo SHINee. Ao lado estava a irmã do cantor, que não conteve as lágrimas e carregava uma fotografia de um sorridente Kim. 

O caixão também foi carregado pelos outros três integrantes do grupo e por três membros dos Super Junior, outro grupo sul-coreano famoso e que tem a carreira administrada pelo mesmo agente. Apesar do frio, os fãs, aos prantos, esperavam a passagem do caixão nas ruas. 

No quarto do hotel em que Kim foi localizado na segunda-feira, os investigadores encontraram uma pastilha de carvão queimando em uma frigideira, um método frequentemente utilizado por suicidas na Coreia do Sul, cuja sociedade é extremamente competitiva e tem uma das taxas de suicídio mais elevadas do mundo.

Uma amiga do cantor, a música Nain9, publicou a mensagem de despedida de Kim Jong-hyun, que ele deixou preparada antes de morrer. "Estou quebrado por dentro. A depressão que me corrói lentamente finalmente me engoliu por inteiro", diz o texto.

Os cinco membros do SHINee fizeram sua estreia em 2008, e o grupo se tornou um dos maiores expoentes da "onda coreana" que levou a cultura popular deste país ao resto da Ásia e ao mundo todo. SHINee, conhecido por suas canções e coreografias enérgicas, é um dos grupos mais conhecidos do chamado K-pop. O grupo tem cinco álbuns, que fizeram sucesso na Coreia do Sul e no exterior, e alguns deles chegaram inclusive à lista da US Billboard World Albums.

Kim era considerado uma estrela modelo do K-pop por sua voz perfeita e seus talentos como dançarino. Ao contrário do que aconteceu com outros, nunca se falou de sua vida amorosa ou de vícios em álcool e drogas.
 
O artista de 27 anos, que fazia parte do grupo SHINee(foto: Mohd Rasfan/AFP)
O artista de 27 anos, que fazia parte do grupo SHINee (foto: Mohd Rasfan/AFP)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade