Publicidade

Correio Braziliense

Atriz de Chiquititas relata relacionamento abusivo que a fez perder 20kg

Renata Del Bianco, atriz que interpretou Vivi na novela, precisou tomar anti-depressivos por causa do namoro


postado em 18/01/2018 08:43

Atriz contracenou com Fernanda Souza e Aretha Oliveira)(foto: SBT/Divulgação e Instagram/Reprodução )
Atriz contracenou com Fernanda Souza e Aretha Oliveira) (foto: SBT/Divulgação e Instagram/Reprodução )

Renata Del Bianco, atriz que interpretou Vivi em Chiquititas na década de 1990, fez uma publicação no Instagram relatando que passou por um relacionamento abusivo há alguns anos e como isso afetou sua autoestima e seu corpo. A atriz revelou que perdeu 20 quilos após a pressão do ex-companheiro e mostrou um antes e depois.


"Vivi um ano e pouquinho em um relacionamento abusivo que me tornou isso que vocês podem ver na foto da esquerda. Não é para ninguém aqui sentir raiva da pessoa, até porque eu não sinto - sinto pena, pois sei que uma pessoa como ele só vai se relacionar ou sendo abusivo ou sofrendo por alguma mulher fria e cruel. Mas creio que seu destino é ser solitário pelo resto de sua vida", disse Renata na legenda.

Ela disse que, quando o conheceu, se apaixonou rapidamente. "Ele me fez sentir a mulher mais especial da humanidade, a mais sortuda por encontrar um homem lindo, inteligente e que cuidava de mim como uma princesa. Ele me levou para os melhores lugares do mundo! Aos poucos, me entreguei de corpo e alma e me tornei uma marionete na mão dele".

"Tudo começou com: 'As mulheres que admiro se vestem dessa forma'. Mas olha que fofo, ele me dava as roupas de presente. Você deixaria de usá-las? 'As mulheres com quem eu casaria pesam tantos quilos e tem X de altura'. E lá fui eu, ladeira abaixo. Comecei com 5 quilos, 10 quilos, 15 quilos e lá cheguei aos 20 quilos a menos do que quando começamos a namorar. Não foram só os quilos que perdi. Perdi minha liberdade de escolha, pois minhas vontades eram muito 'infantis' ou 'inferiores ao padrão de vida' do rapaz", relatou.

A atriz disse que amigos e familiares a alertaram sobre o comportamento do rapaz, mas ela não conseguia aceitar e achava que tudo era inveja. Então, Renata começou a procurar ajuda psicológica, tomar antidepressivos e conseguiu se livrar do ex-companheiro abusivo. "Nunca esqueçam: ninguém te ama mais do que você mesmo!", finalizou.
 

Não quero assustar ninguém: HOJE EU ESTOU BEM!!! FELIZ, AMANDO E SENDO MUITO AMADA! Mas quero abrir meu coração para que ninguém passe pelo o que passei! Isso é um alerta, uma porta aberta para quem quiser pedir socorro, um exemplo. Vamos aos fatos: Vivi um ano e pouquinho em um relacionamento abusivo que me tornou nisso que vocês podem ver na foto da esquerda!!! Não há filtros, apenas o zoom tremido de uma pessoa que não tinha forças para segurar uma câmera fotográfica!!! Não é para ninguém aqui sentir raiva da pessoa, até pq, eu não sinto!!! (Sinto pena, pois sei que uma pessoa como ele só se relacionará ou sendo abusivo, ou sofrendo por alguma mulher fria e cruel! Mas creio que seu destino é ser solitário pelo resto de sua vida!!!) Encontrei ele de uma forma muito comum nos dias de hoje, e quando o conheci pensei: Que homem maravilhoso!!! Quero casar e ter 700.000 filhos com ele!!! Ele me fez sentir a mulher mais especial da humanidade, a mais sortuda por encontrar um homem lindo, inteligente e que cuidava de mim como uma princesa. Ele me levou para os melhores lugares do MUNDO!!! Aos poucos (tá, não tão pouco assim) me entreguei de corpo e alma e me tornei uma marionete na mão dele!!! Tudo começou com: %u201CAs mulheres que eu admiro se vestem dessa forma!%u201D... mas olha que fofo, ele me dava as roupas de presente!!! Você deixaria de usá-las? %u201CAs mulheres que eu casaria pesam tantos quilos e têm X metros de altura!%u201D... e lá fui eu, ladeira a baixo!!! Comecei com 5kg, 10kg, 15kg e lá cheguei aos 20kg a menos do que quando começamos a namorar!!! Não foram só os quilos que perdi, perdi minha liberdade de escolha, pois minhas vontades eram muito %u201Cinfantis%u201D ou %u201Cinferiores ao padrão de vida%u201D do rapaz!!! Fui alertada por amigos, familiares, companheiros de trabalho, até minha Psicologa (Pq fui orientada a pedir ajuda, já que minha sanidade mental não o satisfazia)... mas na minha cabeça, era INVEJA!!! Eu tava linda, magra, feliz, com o homem dos meus sonhos!!! Comecei a tomar anti-depressivos e me anulei da vida por basicamente 4 anos! Hoje (há exatos 15 dias) estou livre deles e passei a enxergar o que virei!!! Nunca esqueçam: NINGUÉM TE AMA DO QUE VC MESMO!

Uma publicação compartilhada por Renata Del Bianco (@renatabdb) em

 
 
 

Posso contar muito mais sobre o que me tornei e as inúmeras humilhações que me submeti... mas o objetivo não é esse!!! Quero alerta-los que depressão é uma coisa muito séria!!! Mas não é algo para tratar o resto da vida... é para buscar a CURA!!! Viver entorpecida de anti-depressivos não é a solução!!! Me tornei dependente de anti-depressivos e remédios para dormir!!! Enquanto tomei meus remédios, estive anestesiada, não era feliz, não era triste, apenas era alguém vivendo... Me apoiei nos remédios e me isolei do mundo (como vcs podem notar na minha ausência virtual dos últimos anos)!!! Encontrava forças nos meus amigos, que me tiravam de casa para me fazer sentir a felicidade que já não fazia mais parte do meu dia-a-dia (mas, infelizmente, ninguém é responsável por me tirar da cama todos os dias...) !!! Encontrei no amor próprio, o AMOR DA MINHA VIDA (e aí sim, eu levantava, me olhava no espelho e tentava me encontrar lá no fundo, daquele olhar vazio e perdido) Encontrei na minha profissão que o amor sem limites EXISTE (e é por ele que saio de casa todos os dias!!! Esse amor vicia)!!! Encontrei no Tinder, o amor da minha vida!!! (tá, meu bem... %uD83D%uDE18!!! E ele tá aqui do meu lado me apoiando e me ajudando nesse nova desafio) Encontrei na minha família o meu refúgio, que me mostra TODOS OS DIAS, que sozinhos, não somos NADA!!! Hoje, porque tive que parar com meus remédios (por motivos de forças maiores... prometo contar em breve), e me dei conta de que eu EXISTO!!! E a Renata anestesiada e adormecida MORREU!!! (Magra, um pouco entorpecida, mas todo dia é um dia novo, um desafio novo!!!) Obrigada a todos pelo apoio, pelas palavras, pelas mensagens (que por mais que eu não respondesse a todos, eu lia e me nutria de esperança todos os dias)!!! Contem comigo... essa nova, antiga, Renata que renasceu!!!

Uma publicação compartilhada por Renata Del Bianco (@renatabdb) em

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade