Publicidade

Correio Braziliense

José Padilha, diretor de Tropa de Elite, competirá no Festival de Berlim

O longa-metragem indicado é Operação Entebbe, inspirado no sequestro de um voo que fazia rota entre Tel Aviv e Paris


postado em 23/01/2018 11:00

Padilha já ganhou um Urso de Ouro em 2007, por Tropa de Elite(foto: Sony/Divulgação)
Padilha já ganhou um Urso de Ouro em 2007, por Tropa de Elite (foto: Sony/Divulgação)
O filme Operação Entebbe, dirigido pelo brasileiro José Padilha, está concorrendo ao Urso de Ouro no Festival de Berlim, um das mostras mais tradicionais do cinema. O longa-metragem, que é norte-americano, foi inspirado no sequestro de um voo da Air France que fazia rota entre Tel Aviv e Paris, no ano de 1976. O veículo foi levado a cabo por guerrilheiros da Frente Popular para a Libertação da Palestina.

A produção tem elenco formado por Rosamund Pike (que concorreu ao Oscar de Melhor Atriz por Garota exemplar) e Daniel Brühl (que atuou no clássico Adeus, Lênin). Padilha já ganhou um Urso de Ouro do festival em 2007, por Tropa de elite. Os outros filmes que estão competindo nesta edição são Season of the devil, de Lav Diaz (Filipinas) e Museo, de Alonso Ruizpalacios (México). 

O Brasil também está sendo representado por Las herederas (As herdeiras), um filme dirigido pelo paraguaio Marcelo Martinessi. Fora da disputa, o país também vai contar com alguns filmes exibidos na Mostra Panorama: Bixa Travesty (que acompanha o cotidiano da cantora trans Linn da Quebrada), de Claudia Priscilla e Kiko Goifman, Aeroporto central, de Karim Aïnouz, Ex-Pajé, de Luiz Bolognesi. 

Operação Entebbe, de José Padilha (EUA)
Season of the devil, de Lav Diaz (Filipinas)
Museo, de Alonso Ruizpalacios (México)
Ága, de Milko Lazarov (Bulgária, Alemanha, França)
Unsane, de Steven Sorderbergh (EUA)
3 days in Quiberon, de Emily Atef (Alemanha, Áustria, França)
Black 47, de Lance Daly (Irlanda, Luxzembrugo)
Damsel, de David e Nathan Zellner (EUA)
Eldorado, de Markus Imhoof (Suíça, Alemanha)
Las herederas, de Marcelo Martinesse (Paraguai, Alemanha, Uruguai, Noruega, França, Brasil)
Pig, de Mani Haghighi (Irã)
La prière, de Cédric Kahn (França)
The real estate, de Måns Månsson (Suécia/ Reino Unido)
Touch me not, de Adina Pintilie (Romênia, Alemanha, República Tcheca, Bulgária, França)
Transit, de Christian Petzold (Alemanha, França)
Don't Worry, He Won't Get Far on Foot, de Gus Van Sant (EUA)
Dovlatov, de Alexey German Jr. (Rússia, Polônia, Sérvia)
Eva, de Benoît Jacquot (França)
Figlia mia, de Laura Bispuri (Itália, Alemanha, Suíça)
In den gängen, de Thomas Stuber (Alemanha)
Mein Bruder heißt Robert und ist ein Idiot, de Philip Gröning (Alemanha)
Mug, de Magorzata Szumowska (Polônia)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade