Publicidade

Correio Braziliense

Presidente do Grammy se desculpa por declaração polêmica

Declaração de Neil Portnow falando para as mulheres 'subirem o nível de qualidade' causou indignação entre artistas, agora o presidente da academia se desculpa


postado em 30/01/2018 19:57 / atualizado em 30/01/2018 19:57

Presidente voltou atrás(foto: Frazer Harrison)
Presidente voltou atrás (foto: Frazer Harrison)


Na tarde desta terça-feira (30/1), o presidente da academia do Grammy, Neil Portnow – por meio de nota oficial – se desculpou por ter afirmado que as mulheres deviam “aumentar o nível” de qualidade para derrotar seus concorrentes homens. Portnow havia sido questionado sobre o grande número de homens vencedores na última apresentação do Grammy, domingo (28/1).

A única artista solo que subiu ao palco para receber um prêmio foi a jovem Alessia Cara, houve categorias, que inclusive, só tinham um homem indicado, que recebeu o prêmio. Já na noite de segunda-feira (29/1), as críticas aumentaram contra Portnow e sua sugestão de que a culpa para falta de mulheres vencedoras tenham sido delas mesmas.

À revista norte-americana Variety, Portnow reconheceu que a frase foi um erro. “Nós devemos trabalhar ativamente para eliminar as barreiras e encorajar as mulheres a seguir seus sonhos, paixões e criatividade através da música”, afirmou Portnow, que continuou: “Eu me arrependo por ter sido mal articulado, eu devia ter transmitido esse pensamento: Eu continuo comprometido em fazer tudo que eu possa para fazer a comunidade musical melhor, mais segura e mais representativa para todos”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade