Publicidade

Correio Braziliense

Artistas ajudam a construir casa sustentável no Sol Nascente

Um grupo liderado por Paula Lavigne, com participação de Sônia Braga, visitou o condomínio na tarde desta quarta-feira


postado em 07/02/2018 19:10 / atualizado em 08/02/2018 10:24

Casas devem ser construídas com técnicas de bioconstrução e permacultura(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
Casas devem ser construídas com técnicas de bioconstrução e permacultura (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)


Um grupo de artistas formado pelas atrizes Paula Lavigne, Alinne Moraes, Paula Burlamaqui, Maria Paula e Sônia Braga, além do músico Criolo, colocaram a mão na massa na tarde desta quarta (7/2) para ajudar na construção de uma casa sustentável no condomínio Sol Nascente.

Integrantes do movimento 342 Agora, os artistas visitaram o assentamento do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) na maior favela de Brasília, que hoje reúne cerca de 95 mil habitantes.

Em outubro do ano passado, o MTST conseguiu, em negociação com o governo do Distrito Federal, a cessão de um terreno que vai abrigar 109 famílias. A intenção dos coordenadores do movimento é que as casas sejam construídas com técnicas de bioconstrução e permacultura. Normalmente, essas construções são realizadas com bambu, terra, areia e palha. 

Os artistas chegaram ao local por volta de 14h, e visitaram a casa de Alzerita Pereira de Siqueira, 55 anos, ex-vendedora ambulante, hoje desempregada e dona da primeira residência sustentável do Sol Nascente. Depois, ajudaram a pisar a terra e a erguer a parede da futura sede da secretaria do movimento no Sol Nascente.  "A bioconstrução é o futuro", disse Paula Lavigne, empresária e dona da Uns Produções e Filmes, responsável por gerenciar a carreira de Caetano Veloso. "Isso precisa ser regulamentado. A regulamentação da bioconstrução só não existe por causa do lobby das grandes construtoras."

"Estamos aqui de aprendiz, aprendendo vários processos, não só dessa construção, mas de uma construção muito maior do que pode ser esse país", disse Sônia Braga (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)


Para Sônia Braga, a mais animada do grupo na hora de pisar a terra, o momento foi de experiência. "Estamos aqui de aprendiz, aprendendo vários processos, não só dessa construção, mas de uma construção muito maior do que pode ser esse país", disse. A atriz já havia estado em outra ação do grupo em outubro, em São Bernardo do Campo, quando Caetano Veloso foi impedido pela Justiça de São Paulo de realizar show em homenagem ao MTST.

Alinne Moraes, que também participou da visita a São Bernardo, disse que as ações foram organizadas após reuniões na casa de Paula Lavigne. "A gente decidiu se reunir para, principalmente, poder conhecer, porque eu era totalmente leiga e ainda me considero leiga sobre o MTST. As pessoas têm uma ideia muito errada do que é. Acham que vão sair invadindo qualquer lugar. Não é assim", garante Alinne, estrela de novelas como Viver a vida e Além do tempo.  



Ver galeria . 8 Fotos As artistas Paula Lavigne, Alinne Morais, Paula Burlamaqui, Maria Paula e Sônia Braga visitam o Movimento do MST, no Sol Nascente Carlos Vieira/CB/D.A Press
As artistas Paula Lavigne, Alinne Morais, Paula Burlamaqui, Maria Paula e Sônia Braga visitam o Movimento do MST, no Sol Nascente (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade