Publicidade

Correio Braziliense

Estudo aponta o aumento no número de suicídios após morte de celebridades

Revista norte-americana divulga estudo que mostra o aumento no número de suicídios depois do ator Robin Williams tirar a própria vida


postado em 09/02/2018 10:00 / atualizado em 09/02/2018 10:46

Estudo aponta influência de suicídio de Robin Williams com aumento do número de casos(foto: AFP PHOTO / Hal GARB / FILES)
Estudo aponta influência de suicídio de Robin Williams com aumento do número de casos (foto: AFP PHOTO / Hal GARB / FILES)


A revista científica norte-americana PLOSS One divulgou uma pesquisa defendendo o aumento de números de suicídio após casos de celebridades que se mataram. Os pesquisadores usaram como base da investigação o incidente de Robin Williams, que tirou a própria vida em 2014.

Os pesquisadores analisaram os dados do número de suicídios nos Estados Unidos após a morte do ator, que apontam aumento de 10%. Foram 18.690 casos de suicídios nos cinco meses sucedidos a morte de Williams, sendo que a média histórica tinha como expectativa 16.849 casos. Isso significa um aumento de 1.841 suicídios após o ator se matar a mais do que o esperado.

Mesmo com o aumento dos números, o estudo também lembra que a associação entre suicídios de celebridades e a sociedade não pode ser apontado com precisão, devido a fatores externos que podem interferir na análise.

A analise também lembrou títulos polêmicos que abordam o suicídio e a possível ligação com as mortes de civis, como a série 13 reasons why.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade