Publicidade

Correio Braziliense MÚSICA

Taylor Swift se livra de denúncia de plágio por 'Shake it off'

A música escrita a três mãos cantada por Taylor foi acusada de conter versos da composição 'Playas gon' play'. O juiz considerou que a frase supostamente roubada não é criativa o suficiente


postado em 14/02/2018 19:29 / atualizado em 14/02/2018 19:29

Sucesso de Taylor supostamente teria verso extraído de música, segundo dois compositores(foto: Reprodução/Internet)
Sucesso de Taylor supostamente teria verso extraído de música, segundo dois compositores (foto: Reprodução/Internet)
Acusada de cometer plágio ao gravar a música Shake it off, a cantora norte-americana Taylor Swift se livrou de processo penal nesta terça-feira (14/2). O juiz responsável pelo caso considerou que a frase supostamente apropriada não tem originalidade o bastante para ser protegida por direitos autorais. 

Escrita por Taylor, Max Martin e Shellback, a música marcou a transição de estilo cantora, que era reconhecida pela música country. Com Shake it off, Swift guinou a carreira para uma pegada com apelo mais popular. O sucesso foi tamanho que a canção alcançou o primeiro lugar da parada pop em 2014.

A acusação foi apresentada em um Tribunal de Los Angeles em 2017, em que os compositores Sean Hall e Nathan Butler alegaram ter a frase "players, they gonna play, and hates, they gonna hate" roubada pela cantora. O verso aparece na canção Playas gon’ play, do grupo de R&B feminino 3LW, lançada em 2001.

Na canção de Taylor Swift, ela repete a expressão no refrão ao cantar "the players gonna play, play, play, play, play, and the haters gonna hate, hate, hate, hate, hate". Em português, a frase significa algo como "os jogadores vão jogar, os odiadores vão odiar". 

Em janeiro, os advogados da estrela pediram para que o juiz rejeitasse o caso. O juiz Michael Fitzgerald foi quem cuidou do caso e descartou a acusação de roubo intelectual sob a justificativa de que o verso não é criativo o suficiente. 

"Para que frases assim curtas sejam protegidas pela Lei de Direitos Autorais, elas precisam ser mais criativas do que a letra em questão aqui", argumentou o juiz, segundo consta em documentos da corte. 

O juiz continuou dizendo que os compositores que acusaram Taylor não incluíram a denúncia que a canção dela também comete plágio de elementos musicais, assim como os termos "players" e "haters" era parte do linguajar na cultura pop antes de "Playas Gon’ Play" ser composta no início deste século. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade