Publicidade

Correio Braziliense

Noites Pernambucanas promove shows com maestros de Pernambuco na capital

Projeto reúne maestros do estado que, recebidos pela Marafreboi, mostram a força que o frevo tem durante o ano inteiro


postado em 24/02/2018 07:30

A Marefreboi é responsável por divulgar e fortalecer a presença de gêneros musicais nordestinos em Brasília(foto: Andrea Possamai/Divulgação)
A Marefreboi é responsável por divulgar e fortalecer a presença de gêneros musicais nordestinos em Brasília (foto: Andrea Possamai/Divulgação)

 
Eles estão entre os responsáveis por fazer do carnaval de Recife um evento multicultural. Nomes emblemáticos da música pernambucana, os maestros Spok, Formiga, Forró e Edson Rodrigues, o cantor EdCarlos e o Coral Edgard Moraes têm atuação frequente durante todo o ano, mas é na folia de Momo que a presença deles mais se acentua.

Todos costumam levar o trabalho que desenvolvem a várias partes do Brasil e até para o exterior, onde fazem shows e participam de festivais. Hoje, às 21h, e amanhã, às 20h, a convite da Orquestra Marafreboi, eles são as atrações do Noites Pernambucanas, projeto que ocupa o palco do Espaço Cultural do Choro.
 

Criador e regente do grupo anfitrião, Fabiano Medeiros é o diretor artístico desse encontro que ocorre há 12 anos. Segundo ele, esta é uma forma de promover o intercâmbio entre duas culturas distintas, que têm alguns pontos em comum. “Esta edição é a que tem o maior número de participantes. Vamos receber representantes da autêntica cultura popular de Pernambuco, todos intrinsecamente ligados ao carnaval”, destaca.


A Marefreboi é responsável por divulgar e fortalecer a presença de gêneros musicais nordestinos —  em especial o frevo —  na capital federal. Criada há 10 anos e com dois discos lançados, a orquestra é formada atualmente por 18 instrumentistas de sopros, percussão, guitarra, baixo e bateria. Nas apresentações a eles se juntam cinco bailarinos.

No carnaval deste ano, a orquestra tocou para os foliões dos blocos Galinho de Brasília, Suvaco da Asa e Cafuçu do Cerrado. “Nos dois shows do Noites Pernambucanas, vamos acompanhar todos os convidados do projeto. Cada um deve fazer cinco números. Spok, que já tinha assumido outro compromisso anteriormente, só vai poder se apresentar amanhã”, anuncia Medeiros, pernambucano radicado desde 1991 em Brasília.

Valéria Moraes, neta do compositor Edgard Moraes e uma das componentes do coral que leva o nome do avô, diz que há uma grande expectativa em relação à primeira apresentação do grupo na cidade. “Vamos dividir o palco do Clube do Choro com maestros por quem temos muita admiração. Preparamos um repertório que contempla clássicos do frevo de bloco, como Evocação Nº1, Madeira que cupim não rói e Valores do passado, além de músicas inéditas. Todas têm o lirismo como principal característica”, adianta.


Noites Pernambucanas
Shows com a participação de maestros pernambucanos, o cantor EdCarlos, o Coral Edgard Moraes e a Orquestra Marafreboi, hoje, às 21h, e amanhã, às 20h, no Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). A entrada é franca. Os ingressos podem ser retirados na bilheteria hoje a partir das 19h. Classificação indicativa livre.
 
 
 
 
 
 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade