Publicidade

Correio Braziliense

Veruska Lacroix mantém exposição no Museu dos Correios até o fim de maio

Com obras de diferentes temáticas e técnicas, a exposição 'Até aqui, encáustica' começa nesta sexta (9/3) e vai até 27 de maio


postado em 08/03/2018 18:38 / atualizado em 09/03/2018 08:26

Entre as obras expostas, algumas foram restauradas pela própria artista(foto: Veruska Lacroix/Divulgação)
Entre as obras expostas, algumas foram restauradas pela própria artista (foto: Veruska Lacroix/Divulgação)

A exposição Até aqui, encáustica, da artista Veruska Lecroix, começa na sexta (9/3), no Museu dos Correios. Na mostra, está incluída a série Refazendo, com cinco obras que foram reconstruídas depois de serem danificadas durante manifestação no ano passado. Os quadros estavam expostos no Ministério da Agricultura, que foi invadido. 

“Os quadros destruídos foram os primeiros que pintei. Quando vi no jornal um rapaz levantando um deles para jogar no chão, senti uma dor enorme”, conta a artista, em nota. Encáustica, que está no nome da exposição, é uma antiga técnica usada por gregos, romanos, ingleses e franceses com o uso de uma mistura de cera quente, resina e pigmentos em óleo. Outra série de pinturas presente na exposição são Renda-se, formada por quadros utilizando a técnica da encáustica ou acrílico.

Cobogós e Buritis também são outras séries presentes na exposição. Estas representam o sentimento da artista brasiliense pela capital. Ambas são inspiradas pelos aspectos arquitetônicos da cidade e o cerrado, vegetação predominante. A exposição será acompanhada por sessões de meditação. Para Veruska, a atividade pode ajudar as pessoas a refletir sobre a arte exposta no local.

Veruska Lacroix  nasceu no Paraná e veio morar em Brasília com com seis meses. Desde 1994, participa de exposições coletivas e individuais de arte na capital. Estudou artes plásticas na Universidade de Brasília (UnB), e é formada em psicologia. 

Serviço
Exposição Até aqui, encáustica, de Veruska Lacroix
Museu dos Correios (SCS, Q. 4, Bl. A).
Curadoria de Andrea Cabral 
De 9 de março a 27 de maio. De terça a sexta, das 10h às 19h, e sábado e domingo, das 14h às 18h. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade