Publicidade

Correio Braziliense

Cacau Protásio se destaca em 'Os farofeiros' e estreia em 'Mister Brau'

Ao Correio, atriz falou sobre o momento da carreira, relembrou o início e revelou sobre o primeiro papel de drama


postado em 11/03/2018 07:20

Após Avenida Brasil, Cacau Protásio se tornou nome de destaque na comédia(foto: Janderson Pires/Divulgação)
Após Avenida Brasil, Cacau Protásio se tornou nome de destaque na comédia (foto: Janderson Pires/Divulgação)

“É maravilhoso. É um presente de Deus ter a profissão que você ama e gosta e viver dela. Não posso reclamar de nada. Se eu reclamar, sou sem vergonha. (risos)”. É com gratidão que a atriz Cacau Protásio define o momento atual na carreira. Ela tem acumulado trabalhos. Está desde quinta-feira nas salas de cinema com a comédia Os farofeiros, de Roberto Santucci (Até que a sorte nos separe, De pernas pro ar e Loucas pra casar), tem rodado o país com espetáculo Deu a louca na Brancaque esteve em Brasília no ano passado, e estreia em abril na nova temporada do seriado Mister Brau, da TV Globo.

A fluminense de Campos dos Goytacazes ficou famosa ao interpretar a doméstica Zezé em Avenida Brasil. A interpretação de Cacau, que atuava ao lado de Adriana Esteves (a Carminha), ganhou o público e abriu as portas para a atriz no mundo da atuação. “Sempre gostei de televisão e teatro. Mas nunca imaginei que fosse acontecer para mim. Eu fazia pedagogia quando fui me descobrindo como atriz. Nunca fiz nenhum teste, graças a Deus todos os meus trabalhos foram convites de pessoas que estavam observando o meu trabalho na CAL (Casa de Artes das Laranjeiras) e acreditaram no que eu era capaz de fazer”, conta a atriz, em entrevista ao Correio.

Depois do destaque na novela, Cacau logo engrenou no humorístico Vai que cola, do Multishow, atração em que vive a personagem Terezinha. A atriz segue no elenco da trama que ganhará uma sexta temporada em breve. “Acho que (o motivo do sucesso da comédia) é o fato de todo mundo que está ali querer fazer, querer trabalhar e levar alegria ao próximo. Porque quem faz comédia, faz para o outro. Tenho parceiros maravilhosos no Vai que cola. A gente se entende bem e quer fazer. Quando as pessoas querem fazer, as coisas acontecem”, define ao comentar o fato de o programa continuar fazendo sucesso com o público mesmo após tantas temporadas.

Nas telonas


Desde quinta-feira, a atriz também pode ser vista nos cinemas em Os farofeiros, quarto longa-metragem da carreira que inclui Os restos de Antonio (2009), Vai que cola — O filme (2015) e Gostosas, lindas & sexies (2017). Em Os farofeiros, ela vive Jussara, mãe que dá muito amor aos filhos, apesar de ter uma forma agressiva com os pequenos. “Eu procurei fazer uma mãe um pouco agressiva, aquela que, por causa da falta de tempo, não para e dá aquele carinho e beijo, mas que ama os filhos. Mas fiz isso tudo de uma forma lúdica”, explica.

Atualmente, ela está nos cinemas na comédia Os farofeiros, de Roberto Santucci, e que vive Jussara(foto: Reprodução/Internet)
Atualmente, ela está nos cinemas na comédia Os farofeiros, de Roberto Santucci, e que vive Jussara (foto: Reprodução/Internet)


O filme acompanha a saga de quatro famílias em uma viagem para curtir o feriado no litoral. “As gravações foram maravilhosas, nós realmente nos tornamos uma família. Todo mundo se integrou, porque é fácil lidar com as crianças, mas com os adultos nem sempre é fácil, por conta dos egos. O que não foi o caso”, revela.

Projetos futuros


Desde o ano passado, Cacau Protásio dá vida a Sebastiana no espetáculo Deu a louca na Branca, em que vive uma Branca de Neve negra. Depois de uma turnê de junho a dezembro, que passou por Brasília, ela retorna ao papel em abril rodando novamente o país. Nos palcos, a atriz também tem outro projeto, uma peça ao lado de uma das amigas da época da CAL. A ideia é abordar a trajetória das duas até os dias de hoje. “Queremos levar nossas experiências até chegarmos aqui, os vários ‘nãos’ e os testes que fizemos na vida. Vamos misturar nossas histórias”, adianta.

Também em abril é a estreia de Cacau no elenco de Mister Brau, que acompanha o casal Brau (Lázaro Ramos) e Michele (Taís Araújo) no mundo da fama.“Tinham duas séries de que eu sempre quis participar: Mister Brau e Pé na cova. Quando eu fui convidada, eu só sabia gritar em casa”. Cacau Protásio viverá Carmo, irmã de Lima (Luis Miranda) e mãe de Yasmin, personagem de Lellêzinha. “Ela é uma personagem que não tem tempo de sonhar. Ela não deixa faltar nada em casa para a filha e nem para o irmão”, revela.

Além de ser um sonho, integrar o elenco de Mister Brau é para a atriz primordial por conta da mensagem que a série passa ao telespectador de empoderamento aos negros. “Estamos em pleno 2018 e o preconceito ainda existe com muita força. A única coisa que temos que derrubar é esse preconceito. Quando o ser humano souber o que é respeito, tudo vai melhorar.  Mister Brau vem para tentar ensinar as pessoas a terem mais compaixão”, defende.

Conhecida pelos trabalhos na comédia, em breve, Cacau Protásio estreará para o grande público o primeiro papel dramático. Ao Correio, ela adiantou que estará no elenco de Mussum, o filmis, cinebiografia do humorista prevista para ser lançada em 2019, quando se completam 25 anos da morte do ator. “Será meu primeiro papel de drama mesmo. Por enquanto não estou nervosa. Mas penso que realmente chegou a hora. Vai ser algo muito bom para mim”, analisa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade