Publicidade

Correio Braziliense

Esdras Nogueira se apresenta com quinteto no Clube do Choro

Saxofonista Esdras Nogueira vai mostrar faixas dos discos 'Capivara' e 'Na barriguda'


postado em 13/03/2018 07:05

Esdras Nogueira se apresenta com quinteto no Espaço Cultural do Choro(foto: Joana França/Divulgação)
Esdras Nogueira se apresenta com quinteto no Espaço Cultural do Choro (foto: Joana França/Divulgação)

 
Banda que inscreveu seu nome na história do rock brasileiro, por elogiada atuação durante 18 anos, a Móveis Coloniais de Acaju saiu de cena temporariamente em 2016. De lá para cá, músicos que se destacaram na formação, sem deixar o ofício de lado, vêm protagonizando novos projetos, com boa receptividade do público.

O vocalista André Gonzales está à frente da Señor Gonzales, orquestra que faz a animação de baile no primeiro domingo de cada mês, no Clube Previdenciários, na 913 Sul — o próximo será no dia 1 de abril. Na semana passada o grupo esteve em São Paulo e fez duas apresentações no mesmo dia e, em ambas, lotou o teatro do Sesc Pompeia.

Já o saxofonista Esdras Nogueira e quinteto botaram o pé na estrada em 2017 com o show decorrente do CD gravado ao vivo, em agosto último, no Teatro Newton Rossi do Sesc, em Ceilândia, que reúne músicas do Capivara e do Na barriguda, seus dois primeiros discos solo. “Levamos esse projeto a cinco capitais, São Paulo, Rio de Janeiro, Belém, Goiânia e Belo Horizonte, e tivemos boa acolhida”, conta o instrumentista.

Esdras Nogueira  e Quinteto — Ao vivo pode ser apreciado pelo brasiliense hoje, às 21h, no Espaço Cultural do Choro. Acompanhado por Marcus Moraes (guitarra), Rodrigo Balduino (baixo), Thiago Cunha (bateria) e Léo Barbosa (percussão), o saxofonista passeia por repertório em que deixa clara a influência recebida do samba, carimbó, salsa, ska, jazz e afrobeat. “Além das músicas do novo álbum, vamos tocar as inéditas Plantas que nascem, Salsa 02, além da releitura de Quereres (Caetano Veloso) e This ship will sink, do grupo dinamarquês The KutiMangoes”, anuncia.

Uma outra faceta artística de Esdras é a de produtor. Em outros tempos criou e realizou vários projetos, entre os quais o Festival Móveis Convida e a Festa do Samba, com a participação de nomes destacados da MPM e do pop rock nacional. No segundo semestre ele promoverá o festival Música não é barulho, com shows em casas noturnas da cidade. “Espero que até lá já esteja em vigor a nova Lei do Silêncio, com as alterações feitas pela Câmara Legislativa”.

Numa parceria como movimento Quem desligou o som?, equipe liderada pelo saxofonista gravou um vídeo, em vários locais da capital — até no Campo da Esperança — para mostrar que os limites estabelecidos pela Lei do Silêncio são descumpridos. “Esse vídeo veiculado no Facebook e no YouTube obteve impressionantes visualizações. Tenho certeza de que as alterações dessa lei vão ser aprovadas”.


Esdras Nogueira Quinteto
Show amanhã, às 21h, pelo projeto Clube do Choro – 40 Anos, no Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). Ingressos: 30 e R$ 15 (meia para estudantes). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.
 
 
 
 
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade