Publicidade

Correio Braziliense

Autópsia identifica álcool no sangue de Mark Salling, ator de 'Glee'

Salling foi encontrado morto em 30 de janeiro, vítima de suicídio por enforcamento


postado em 20/03/2018 16:10 / atualizado em 20/03/2018 16:12

(foto: DANNY MOLOSHOK)
(foto: DANNY MOLOSHOK)

 
A autópsia do corpo Mark Salling, ator que viveu Puck na série Glee, foi divulgada. Segundo os resultados, Salling havia ingerido álcool antes de se enforcar. Os exames feitos no corpo do ator indicaram que o nível alcoólico era de 0,095. Outras drogas não foram identificadas durante os exames.

Mark Salling foi encontrado morto em 30 de janeiro. Ele tinha 35 anos. Em 2015, ele foi preso por posse de imagens de pornografia infantil. Em outubro do ano passado, o ator admitiu ser culpado, se dizendo o proprietário de mais de 50 mil fotos e vídeos encontrados em seu computador e em um pen drive. Graças a acordos entre ele e a justiça, conseguiu diminuir a pena. 

Em agosto de 2017, Salling tentou suicídio pela primeira vez. O ator ficou desesperado com os cortes e gritou, chamando por um amigo que morava no mesmo apartamento. O artista foi levado a um hospital e, ao passar por exames psiquiátricos, foi mandado a uma clínica de reabilitação. 
 

Problemas com o elenco de Glee 


Além do caso de Mark Salling, outros problemas rondam o elenco de Glee. O ator Cory Monteith, que vivia o protagonista da série, foi encontrado morto em um quarto de hotel no Canadá. As autoridades confirmaram que a causa da morte foi uma overdose. Cory morreu após injetar heroína e beber champagne.

A atriz Naya Rivera, Santana na série, foi acusada e presa por violência doméstica. Em novembro do ano passado, ela agrediu o marido, Ryan Dorsey.

As atrizes Lea Michele e Dianna Agron fizeram, com o ator Cory Monteith, um ensaio fotográfico que recebeu acusações de pedofilia. À época, as duas atrizes tinham 24 anos e o ator, 28. O fotógrafo Terry Richardson, responsável pelo ensaio, já foi investigado outras vezes por abuso sexual. As acusações foram feitas por uma associação de pais, que alegou que não era adequado que o trio fizesse um ensaio fotográfico desse teor, porque viviam estudantes na série.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade