Publicidade

Correio Braziliense

Estudo aponta pontos positivos sobre os debates da série '13 reasons why'

A Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, revelou que as discussões sobre transtornos psicológicos aumentaram após a exibição de '13 reasons why'


postado em 22/03/2018 11:15 / atualizado em 22/03/2018 11:19

A série está se preparando para voltar a Netflix(foto: Netflix/Reprodução)
A série está se preparando para voltar a Netflix (foto: Netflix/Reprodução)


Um estudo desenvolvido pela Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, sobre a série 13 reasons why, da Netflix, apontou que a produção teve um impacto positivo ao levantar discussões sobre transtornos psicológicos. Lançada no ano passado, a série apresenta a história de Hannah Baker, uma personagem que comete suicídio e deixa para os colegas da escola fitas em que relata os motivos que a levaram ao fato, entre eles, casos de bullying, assédio e violência.

Após a pesquisa, o centro de mídia e desenvolvimento humano da universidade revelou que cresceu a motivação para que jovens e pais conversassem sobre o assunto após assistir a série. Baseado nas respostas de 5.400 adolescentes e adultos de diversos países, incluindo o Brasil, o estudou concluiu que o tema suicídio deixou de ser o tabu após o público (que assistiu a produção) ter contato com o enredo em 13 reasons why.

Cinquenta e oito por cento dos espectadores admitiram estarem mais confortáveis para conversar com os pais sobre temas e 90% dos pais defenderam terem entrado em contato com os filhos sobre a temática abordada na série. Especificamente no Brasil, o estudo apontou que 76% dos adolescentes que viram a produção disseram que o contato com a série foi benéfico para pessoas de sua idade e 74% afirmaram que os temas retratados em 13 reasons why são similares a realidade.

Em nota publica pela Netflix, Brian Wright, vice-presidente de séries originais do streaming, lembrou que a responsabilidade em ecoar importantes temas por meio da série foi algo pensado desde o início. “Logo após o lançamento da primeira temporada, observamos que os temas controversos abordados pela série estavam sendo debatidos no mundo todo e percebemos que tínhamos a responsabilidade de apoiar essas importantes discussões”. A Netflix também produziu especiais para discutir o tema, como o vídeo abaixo.
 
 

Atualmente, a segunda temporada da série está em fase de produção e, de acordo com a imprensa internacional, deve chegar as telinhas da Netflix ainda no primeiro semestre de 2018.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade