Publicidade

Correio Braziliense

Oitava edição do Lollapalooza movimenta a cena musical de São Paulo

São três dias de evento, que deve reunir um público ainda maior que o de 2017


postado em 24/03/2018 07:31 / atualizado em 23/03/2018 19:33

Se seguir o show do Rio de Janeiro, Pearl Jam relembrará sucessos antigos(foto: Mike Coppola / AFP)
Se seguir o show do Rio de Janeiro, Pearl Jam relembrará sucessos antigos (foto: Mike Coppola / AFP)

 

A oitava edição do Lollapalooza Brasil começou ontem no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Em uma versão com três dias, como aconteceu no segundo ano, em 2013, após o sucesso da estreia do festival, o evento promete reunir um público maior do que em 2017, quando recebeu 190 mil pessoas em dois dias na capital paulista. E, para isso, reunirá um line-up de peso até amanhã.

 

Hoje, por exemplo, o festival tem a expectativa alta por conta da presença das bandas Pearl Jam e Imagine Dragons, que também aproveitaram a passagem pelo Brasil para shows no Rio de Janeiro. A primeira se apresentou na quinta-feira, no Maracanã, e, a segunda, ontem, no Km de Vantagens Hall.

 

 

 

Com base na apresentação na capital carioca, o Pearl Jam, de Eddie Vedder, deve fazer um show relembrando o repertório dos anos 1990. Do primeiro disco Ten, de 1991, são esperadas sete canções, entre elas, Release, além disso, hits de outros álbuns também devem aparecer — como Elderly woman behind the counter in a small town (Vs., 1993), Low light (Yield, 1998) e Yellow ledbetter (6/20/00, de 2000) — no setlist que pode chegar a até 29 músicas.

 

 

Também é aguardado um show com referências políticas, já

que, no Rio de Janeiro, o vocalista criticou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e até com participações especiais — no RJ, integrantes do Red Hot Chilli Peppers (atração de ontem do Lolla) deram uma palinha. A banda Pearl Jam está prevista para subir ao Palco Budweiser às 21h.

 

Depois da estreia no Brasil em 2014, Imagine Dragons retorna ao evento(foto: Ethan Miller / AFP)
Depois da estreia no Brasil em 2014, Imagine Dragons retorna ao evento (foto: Ethan Miller / AFP)
 

 

Já o Imagine Dragons prometeu “dar tudo” o que tem na apresentação do Lolla, marcada para as 19h25 no Palco Onix. O motivo é que a banda, composta por Dan Reynolds, Daniel Wayne Sermon, Daniel Platzman e Ben McKee, tem boas recordações da primeira passagem pelo Brasil, em 2014, também no festival, quando reuniu 80 mil pessoas.

 

Artistas com projeção nacional merecem destaque na programação de hoje, como os brasileiros Ventre, Liniker e os Caramelows, O Terno e Mano Brown, que se dividem entre três palcos do Lollapalooza. No Palco Perry’s by Doritos,  dedicado à música eletrônica, quem deve reunir grande público é o DJ francês Snake, das músicas A different way e Turn down for what.

 

Dia de encerramento

 

O último dia do Lolla promete fechar com chave de ouro. Do line-up de amanhã, os destaques ficam por conta da cantora Lana Del Rey, dos cantores Liam Gallagher e Wiz Khalifa e do grupo The Killers.

 

A norte-americana está entre as atrações mais aguardadas do festival e sobe ao Palco Onix às 19h25. Dona de uma sonoridade indie, Lana deve apresentar um repertório que tem como base o mais recente álbum, Lust for life, de 2017, mas também relembrando hits como Summertime sadness, de Born to die (2012). Essa será a segunda passagem de Lana del Rey pelo país desde a turnê de 2013, quando veio para o festival Planeta Terra.

 

Apesar de ter cancelado a apresentação de quarta-feira na Lolla Party, Liam Gallagher, ex-Oasis, está previsto para subir ao Palco Budweiser às 18h20. A apresentação faz parte da turnê do mais recente disco, As you were (2017). O rapper Wiz Khalifa, que fecha o Palco Axe às 21h, apresentará canções como See you again, que ficou famosa como trilha sonora de Velozes e furiosos 7, e Black and yellow, do álbum Rolling papers, de 2011.

 

No Palco Budweiser, o encerramento, a partir das 21h, fica por conta do grupo The Killers, que chega ao Brasil com a marca de 200 semanas nas paradas do Reino Unido com a canção Mr. Brightside. 

 

Entre os shows de amanhã, para ficar de olho, estão as apresentações de The neighbourhood, banda californiana de rock alternativo; o grupo brasileiro Francisco, el hombre; e a cantora noruguesa Aurora, conhecida no Brasil por contar a canção-tema da novela Deus salve o rei e a substituta de Tyler, The Creator, que cancelou a participação no Lolla.


2012 

Ano da primeira edição do festival, que foi realizado no Jockey Club de São Paulo em 7 e 8 de abril. Com cinco palcos, os destaques foram Foo Fighters e Artic Monkeys.


2013 

A segunda edição durou três dias, de 29 a 31 de março, ainda no Jockey Club. Naquele ano, com cinco palcos, o evento teve shows de nomes como Pearl Jam, The Killers e The Black Keys.


2014 

A principal novidade foi a mudança para o Autódromo de Interlagos. A terceira edição foi realizada em 5 e 6 de abril, com presença de Muse e Arcade Fire.


2015 

Realizado em 28 de 29 de março, o evento contou com um time de peso encabeçado por nomes como Jack White, Robert Plant e Pharrell Williams.


2016 

Eminem, Florence and the Machine, Noel Gallagher’s e Snoop Dogg foram os grandes nomes da edição que foi realizada em 12 e 13 de março.


2017 

Com dois dias de evento, o festival invadiu o autódromo em 25 e 26 de março, com shows de Metallica, The Strokes, The Weeknd e The XX.


 

 Não vai? Confira onde assistir!


Multishow: 

Hoje, das 13h30 às 21h. Amanhã, das 13h30 às 22h30. Com apresentação de Dedé Teicher, Rodrigo Pinto, Titi Muller e Guilherme Guedes e exibição dos dois palcos principais (Budweiser e Onix) do evento.



Canal Bis: 

Amanhã, das 13h30 às 23h. Domingo, das 13h30 às 22h15. Com apresentação de Laura Vicente e China e exibição dos palcos Axe e Perry’s by Doritos.

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade