Publicidade

Correio Braziliense

Festival Cena1 reúne atrizes brasilienses em quatro dias de espetáculos

A ideia é mostrar a força da produção cultural feita por mulheres em Brasília


postado em 24/03/2018 07:33

Bruna Martini encerra o festival com o espetáculo Stanisloves-me(foto: Rayssa Coe/Divulgação)
Bruna Martini encerra o festival com o espetáculo Stanisloves-me (foto: Rayssa Coe/Divulgação)

 

 

Para homenagear as mulheres da cidade o Sesc recebe atrizes de destaque da nova produção teatral brasiliense no festival CENA1. Hoje e amanhã, o público poderá apreciar monólogos que contam com protagonismo feminino em espetáculos que transitam por diferentes estilos e gêneros. A ideia é reforçar a busca por igualdade nas produções artísticas da cidade.

 

Bruna Martini reestreia profissionalmente em Brasília para encerrar o festival com Stanisloves-me, com direção de Simone Reis. A peça fala do próprio ofício de se fazer teatro no Brasil, como uma grande homenagem ao próprio trabalho cênico.

 

“Eu acho que fazer teatro hoje é resistir. E penso o que fazer com esse espaço, que é tão raro. O que a gente tem para dizer ali? O que temos para acrescentar? Hoje em dia o afeto que a gente compartilha é político”, destaca Bruna, que entra em cena com uma abordagem mais crua, humorada e irônica.

 

 

 

“O processo de criação começou desde o primeiro encontro que eu tive com a Simone Reis e a gente percebeu que os nossos pensamentos sobre teatro se correspondiam. Eu fiz parte de todas as etapas, criação de texto, cena, figurino, luz”, conta a atriz. Criado pelo Teatro Pândego, o solo Stanisloves-me utiliza a metalinguagem para falar do Brasil, da cultura nacional e da arte brasileira, resultando, sobretudo, em um importante ato de resistência do teatro do Brasil.

 

Bruna destaca que a importância de um festival de teatro só com mulheres é a de fortalecer, dar visibilidade, criar um espaço em que as mulheres realmente possam ser ouvidas. “Eu admiro as outras três atrizes que estão em cena e sou muito grata por estar no mesmo festival que elas”, lembra a artista.

 

Quem se apresenta hoje é Flávia Garcia, com Tsunami, espetáculo que tem direção de Jonathan Andrade. O processo criativo aconteceu em parceria com 40 alunos de uma escola em Planaltina e nasceu do desejo de compartilhar criação e sensibilidade entre pessoas distintas.

 

Festival Cena1

Teatro Ary Barroso (Sesc 504 Sul), hoje e amanhã, às 20h. Hoje: Tsunami, com Flávia Garcia, não recomendado para menores de 14 anos. Amanhã: Stanisloves-me, com Bruna Martini, não recomendado para menores de 12 anos. Entrada é franca.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade