Publicidade

Correio Braziliense

Novos estabelecimentos ampliam opções para público jovem se divertir

A vinda de franquias e a abertura de bares oferece mais entretenimento para o público


postado em 28/03/2018 07:30 / atualizado em 28/03/2018 09:24

Pink Elephant conta com uma vodka elaborada especialmente pela casa (foto: Alisson Pinheiro/Divulgação)
Pink Elephant conta com uma vodka elaborada especialmente pela casa (foto: Alisson Pinheiro/Divulgação)
 
As noites da capital são marcadas pela diversidade de opções de lazer e entretenimento, que vão desde um bom restaurante com uma gastronomia inspirada na cultura internacional a amplos espaços para dançar e se divertir. Desde o fim de 2017, as alternativas vêm aumentando com opções de restaurantes  de comida latina, indiana, asiática; a uma variedade imensa de fast-foods americanos; a vinda de conceituadas franquias nacionais e estrangeiras, além da abertura de bares para quem gosta de rock and roll a sertanejo.

O Correio listou aqui alguns desses locais que oferecem as mais diversificadas opções de diversão.

Barzinhos 


Muv Gastrostore

 
Os hambúrgueres artesanais são um dos destaques do estabeleciamento (foto: MUV/Divulgação )
Os hambúrgueres artesanais são um dos destaques do estabeleciamento (foto: MUV/Divulgação )
 

Para todos que são e se sentem jovens. É com esse lema que o novo empreendimento pretende conquistar Brasília. A marca Muv, com origem nos mesmos empreendedores da grife de tênis, abriu o leque para o comércio gastronômico e uniu o útil ao agradável e criou o Muv Gastrostore, um restaurante com o conceito Foodporn & Trends Bar, que, ao mesmo tempo, é uma loja de calçados, de roupas e de acessórios.

“Tivemos várias inspirações para a criação do Muv, desde as mais tradicionais comidas brasileiras, ao exagero dos pratos americanos, trazendo toda aquela pegada que os jovens gostam, com uma boa música ao vivo, preços bem acessíveis, além do autoatendimento, para aquela galera que quer comprar sua bebida e quer ficar na rua bebendo, sem ter que sentar no lugar e ficar consumindo”, diz a sócia-proprietária Isabella Guimarães.

O cardápio oferece muitas opções tanto de pratos como de drinks. Nos destaques, o Boleitão, croquetes de pernil suíno servidos com mostarda, jabuticaba, maionese defumada, o drink Herbatônica, de Gin chá od London, água tônica, limão siciliano e especiarias. O espaço ainda conta com um andar superior, voltado para pequenas confraternizações e cursos, com sistema de som e projeção, que abriga até 20 pessoas.

Otramanera

 
Restaurante Otramanera inovou e trouxe a comida latina para capital (foto: Divulgação )
Restaurante Otramanera inovou e trouxe a comida latina para capital (foto: Divulgação )
 
 
Cuba, México e República Dominicana estão bem aqui. Com o objetivo de trazer um pouco da cultura e gastronomia de alguns países da América Latina, o Otramanera vêm conquistando o paladar dos brasiliense desde o fim de 2017, com pratos, drinks e músicas típicas das nações vizinhas.

“Percebi que Brasília necessitava de um lugar que trouxesse um pouco da cultura latina. A partir daí, surgiu a ideia do Otramanera. O espaço é um bar totalmente temático, com atrações e comidas de países variados da América Latina. Nossa proposta é que a comunidade latina se sinta em casa, e que os brasilienses conheçam o melhor lado latino”, conta a proprietária Karla Dias.

A casa é especializada em drinks, especialmente criados pelo mixologista Gustavo Guedes, como o Bronceado, com rum envelhecido, xarope de baunilha com canela, licor de café, abacaxi e limão siciliano. Para acompanhar, a sugestão é o Patacons, minipanquecas de banana frita com guacamole, pico de gallo e chilli com carne. A opção é adequada para quem aprecia comidas com condimentos fortes e picantes.

Toinha Brasil Show

 
Toinha vai inaugurar sua segunda unidade no Guará (foto: Arquivo Pessoal )
Toinha vai inaugurar sua segunda unidade no Guará (foto: Arquivo Pessoal )
 
Prestes a ter a segunda unidade inaugurada, no próximo dia 13, o Toinha já é um nome bastante conhecido do público brasiliense amante do rock and roll. Aberto em 2009, na Samambaia, o espaço está decolando para novos ares e chegará ao Guará, com a proposta de trazer bandas de referência do cenário do rock, a preços acessíveis, além de tributos a ícones do gênero.

“Nossa ideia é trazer shows com preços pagáveis e inclusive que público de outros estados venha para cá. O local está sendo pensado para atender o público que aprecia a música de qualidade, não só o rock n roll, mas o jazz, blues e MPB estão no nosso foco”, diz o proprietário Fábio Alves.

Na casa, cabem 1.500 pessoas. E ainda há um espaço destinado para quem aprecia o estilo pub inglês com lugar para mais 200 pessoas. “Vamos manter o mais fiel possível ao de Samambaia com shows exclusivamente de rock”, acrescenta Fábio Alves, que informa que a programação está organizada: com destaque para os shows de Wilson Sideral, Angra e Paulo Ricardo.



SERVIÇO
 
Muv Gastrostore 
• (408 Sul, Bl. C; 3551-4636).

Otramanera Cocina Latina 
• (413 Sul, Bl A, lj 2; 3222-6450)

Toinha Brasil Show 
• (SOF Sul Q. 9, lt 5/9; 98616-5097)



Casas noturnas


Pink Elephant

 
Show de luzes da Pink é um espetáculo a parte (foto: Matheus Dantas/Esp/D.A Press )
Show de luzes da Pink é um espetáculo a parte (foto: Matheus Dantas/Esp/D.A Press )

 
De Nova York para Brasília. Conhecida mundialmente pela unidade na terra do Tio Sam, o selo já possui unidades em algumas cidades brasileiras, e, finalmente, desembarcou na capital no último dia 17 de março. A sofisticada casa noturna conta com o maior teto de led construído no Brasil, além de oferecer uma bebida exclusiva para os visitantes, a vodka Pink Elephant, feita especialmente pela casa. O selo tem como proposta alcançar os mais variados públicos de Brasília, oferecendo diversão, conforto e variedades musicais.

“Vamos tocar eletrônica, sertanejo e também outros estilos. O público é que fará os pedidos, queremos atender o gosto dos nossos clientes. Em abril, vamos começar o projeto Quinta Sertaneja Pink. A primeira edição será em 5 de abril com o cantor Thiago Brava”, antecipa o dono Roberto Oliveira.

Dentro da casa noturna, os clientes vão contar com salões de beleza tanto nos banheiros femininos quanto nos masculinos, além de uma lojinha da marca com produtos como o Baby Pink, elefantinho de pelúcia rosa e símbolo da casa.
 

Shed Western Bar

 
Casa noturna tem como seguimento o sertanejo (foto: Shed/Reprodução )
Casa noturna tem como seguimento o sertanejo (foto: Shed/Reprodução )
 
Primeira unidade aberta fora do eixo sul do país, a casa de shows especializada em sertanejo universitário e country tem como proposta oferecer um projeto ‘elitizado’, para o público, seguindo os moldes das duas outras unidades localizadas em Balneário Camboriú (SC) e Curitiba (PR). O sofisticado ambiente aposta nos serviços premium para conquistar o público, com bar e lounges que carregam nomes de grandes grifes de bebidas.

“Encontramos em Brasília um nicho de mercado ideal para oferecer serviços de alta qualidade em atendimento, curadoria musical e bons serviços, visando sempre atender as classes A e B. O público de Brasília, é exatamente como imaginávamos no início do projeto, exigente e sabe o que quer”, afirma o sócio-proprietário Roberto Castagnaro.

Aberta há quatro meses, já subiram no palco da Shed Brasília nomes como Lucas Lucco, João Neto e Frederico e Naiara Azevedo, além do funkeiro MC Koringa.

Stage Music 

Inaugurada em fevereiro, a boate Stage Music, tem como proposta trazer shows dos mais diversos gêneros musicais. Prova disso são as atrações que já passaram pelo palco da casa, entre elas o grupo de axé Tomate, a funkeira Jojo Todynho e a banda de pagode Inimigos da HP.

Em abril, a casa vai receber a consagrada banda Paralamas do Sucesso, com a turnê Sinais do Sim, além de uma participação do grupo On the Rocks, conhecido por realizar shows covers de bandas internacionais como Guns N’ Roses, Led Zepellin e Beatles.


SERVIÇO

Pink Elephant
• (SCES Tr. 2, cj 25/26)

Shed Western Bar 
• (SCES Tr. 2, cj 26/27, lt 2A e 2B; 99815-1234)

Stage Music 
• (SHTN Tr 2; 3326-9796)


Estagiário sob a supervisão do subeditor Severino Francisco





Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade