Publicidade

Correio Braziliense

Isis Valverde nega ter negociado venda de notícia da sua gravidez

Atriz mineira confirmou que está grávida, mas negou informações do colunista Leo Dias, do jornal 'O Dia'


postado em 10/04/2018 12:53

Isis Valverde e o modelo André Resende esperam o primeiro filho(foto: Instagram/Reprodução)
Isis Valverde e o modelo André Resende esperam o primeiro filho (foto: Instagram/Reprodução)

 

A atriz minieira Isis Valverde usou sua conta no Instagram para confirmar e desmistificar alguns boatos entorno de sua gravidez. Nesta segunda-feira (9/4), o colunista Leo Dias, do jornal O Dia, teria afirmado que Isis e o seu noivo, o modelo André Resende iriam ser papais. No entanto, Dias teria dito que "o bebê teria sido o motivo de Isis e André terem reatado o relacionamento". 

 

À noite, Isis disse que se viu obrigada a explicar o que realmente aconteceu. "Não sou de falar da minha vida pessoal, mas me vi obrigada em respeito aos meus fãs, familiares e amigos íntimos." Confira:

 

"Não, nós não reatamos o relacionamento por causa de uma gravidez. Até porque não acredito que um filho segura uma relação. Além disso, eu, uma feminista ativa, acredito que uma mãe solteira pode sim dar conta da criação de um filho. Nenhuma mulher tem a obrigação de se casar ou ter qualquer relação íntima com o pai da criança, caso ela não o ame de verdade. Não, minha gravidez não foi descoberta em meio a uma separação! A vinda do nosso filho foi algo desejado."

 

Além dos comentários sobre o casamento, o colunista ainda teria dito que a atriz estava negociando a venda da 'notícia' em forma de post. "Isis estaria negociando a notícia da chegada de seu primeiro filho com uma empresa especializada em resultados de testes. A prática de vender o anúncio da gravidez entre famosos está cada vez mais rotineiro.", teria cravado Leo Dias.

 

Na postagem Isis se diz "chocada" com a acusação. "O que nos deixou mais chocados foi a invenção da venda do nosso filho para uma empresa de testes de gravidez! Foi dito que nosso filho seria vendido como uma forma de post, coisa que JAMAIS faríamos.", finaliza.

 

Confira na íntegra as postagens da atriz:

 

Vocês não costumam me ver fazendo isso! Aliás, não sou de falar da minha vida pessoal, mas me vi obrigada em respeito aos meus fãs, familiares e amigos íntimos. Muitas vezes me deparei com notícias inverídicas, procedentes de parte de uma imprensa que tem o prazer em denegrir, difamar e criar histórias ficcionais onde tudo se distorce e se torna feio. Hoje me vendo vítima disso, preciso me posicionar diante da situação onde o momento mais bonito - como a chegada de um filho e a formação de uma família - foi transformando em algo sensacionalista. Na tarde desta segunda, nos deparamos com uma lamentável mentira dada em um programa de fofocas. Um site e o programa publicaram minha gravidez, algo descoberto por mim há poucos dias e que estava em segredo até mesmo pelo tempo de vida de meu bebê. E toda mãe sabe que esta é a parte mais delicada de uma gravidez. Bom, este veículo ainda criou toda uma história por trás disso, que será explicada aqui: Não, nós não reatamos o relacionamento por causa de uma gravidez. Até porque não acredito que um filho segura uma relação. Além disso, eu, uma feminista ativa, acredito que uma mãe solteira pode sim dar conta da criação de um filho. Nenhuma mulher tem a obrigação de se casar ou ter qualquer relação íntima com o pai da criança, caso ela não o ame de verdade. Não, minha gravidez não foi descoberta em meio a uma separação! A vinda do nosso filho foi algo desejado. O que nos deixou mais chocados foi a invenção da venda do nosso filho para uma empresa de testes de gravidez! Foi dito que nosso filho seria vendido como uma forma de post, coisa que JAMAIS faríamos. Espero do fundo do meu coração que esta profissão tão linda, que é a de um jornalista, caminhe sempre na luz da verdade dos fatos, sem trabalhar nas sombras da mentira expondo famílias. NO POST A SEGUIR OS FATOS REAIS...

Uma publicação compartilhada por isis valverde (@isisvalverde) em

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade