Publicidade

Correio Braziliense

Conteúdo licenciado é o mais visto nas plataformas de streaming, diz estudo

Produzida pela plataforma 7Park Data, a pesquisa foi feita com os assinantes norte-americanos de alguns serviços de streaming


postado em 17/04/2018 19:00 / atualizado em 17/04/2018 19:10

Na Netflix, 80% do que é visto é produção licenciada(foto: AFP / Ryan Anson)
Na Netflix, 80% do que é visto é produção licenciada (foto: AFP / Ryan Anson)

 

Estudo feito pela plataforma 7Park Data indica que, apesar de os serviços de streamings estarem investindo bastante em conteúdo original, a maioria da audiência desses novos sistemas de hospedagem de programação audiovisual assiste a conteúdos licenciados. Esse levantamento de dados foi feito com os assinantes norte-americanos e foi baseado no que eles visualizaram durante doze meses - entre setembro de 2016 e setembro de 2017. 

 

No caso do mais famoso serviço de streaming, Netflix, 80% do conteúdo assistido pelos assinantes era licenciado. Também foi percebido no estudo que as séries da Netflix com maior visualização dos assinantes eram Breaking bad, Grey’s anatomy e The blacklist. Dentre a lista dos originais mais vistos estão: Stranger things, Orange is the new black e House of cards

 

Outra plataforma, o Hulu, possui menos produções próprias, o que pesou para obter um resultado ainda maior do que o da concorrente. 97% dos assinantes assistiram à programação licenciada. O serviço oferece o seriado considerado a melhor série dramática do ano de 2018 pelo prêmio Globo de Ouro, The handmaid’s tale.

 

Apesar de o conteúdo original ser um dos motivos que faz novas pessoas contrararem essas plataformas de streaming, o conteúdo licenciado ainda é mais visualizado também no caso de novas assinaturas. Segundo os dados obtidos pela 7Park Data, 58% dos novos usuários da Netflix assistem primeiro a produções licenciadas e 89% dos novatos fazem o mesmo no caso da Hulu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade