Publicidade

Correio Braziliense

Após passar noite na prisão, youtuber desabafa: 'fui humilhado'

Gerson Albuquerque gravou vídeo para o seu canal lamentando a forma como foi tratado pela mídia e pela polícia: 'A pior noite da minha vida. A noite que não tinha fim'


postado em 20/04/2018 07:53

Jovens se vestiram com macacões vermelhos, máscaras de Salvador Dalí e armas de brinquedo(foto: Cortesia )
Jovens se vestiram com macacões vermelhos, máscaras de Salvador Dalí e armas de brinquedo (foto: Cortesia )
 
Após ser liberado mediante pagamento de fiança, youtuber que foi preso por invadir o Cotel com mais três amigos, desabafou sobre o ocorrido na última terça-feira (17/4): "A verdade é que eu fui humilhado", disse Gerson Albuquerque em vídeo no seu canal no YouTube. 

Segundo o jovem, a imprensa usou o caso para ganhar ibope às custas de críticas ao seu trabalho. "A mídia tava me marginalizando, passando uma imagem minha muito negativa". Ainda de acordo com ele, uma emissora local que usava seus vídeos na programação "para ganhar audiência" mudou o discurso para tentar "denegrir" sua imagem. "E teve um apresentador aí que passou o programa inteiro só falando de mim, me julgando como se fosse a pior pessoa do mundo", lamentou.

Ainda no vídeo, Gerson criticou a ação da polícia. Com uma versão instrumental de Hallelujah, o Youtuber fala em tom amargurado que ele e seus amigos não mereciam o tratamento que receberam, após entrar no centro de detenção para "uma brincadeira". "Eles me tratavam realmente como se eu fosse um bandido. Me algemaram nas mãos e nas pernas. Me levaram de camburão. Me humilharam tirando fotos minhas". Além disso, o rapaz relata que polícias foram agressivos jogando spray de pimenta contra eles e lhe dando até mesmo "tapa na cara". 

Para ele, o momento da prisão foi encenado de forma que ele e seus copanheiros parecessem culpados. "Mandaram a gente deitar no chão, eles nos obrigaram a botar as máscaras pra gente sair como errado na história, como se a gente tivesse indo invadir". E reconhece que cometeu um erro "não devemos brincar com essa situação de risco, de perigo, ainda mais num presídio. No meu ponto de vista, sim, eu errei, mas eles podiam nos liberar, pois a gente não tava nem com arma nem com droga nem fizemos menção alguma de assalto ou de reagir". 

Gerson classificou a noite na prisão como "a pior" de sua vida e finalizou o vídeo chorando e deu um conselho aos seus seguidores "dê valor às coisas mais bobas da vida, agradeça todos os dias por ter uma casa, por ter uma cama. Por sua família tá do seu lado".  

Veja o vídeo:

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade