Publicidade

Correio Braziliense

David Copperfield é obrigado a revelar truque após acidente em espetáculo

Um dos participantes caiu durante execução da mágica e teve o ombro deslocado


postado em 20/04/2018 18:30 / atualizado em 20/04/2018 18:33

No truque, participantes desaparecem do palco e reaparecem no fundo do auditório(foto: Reprodução/Internet)
No truque, participantes desaparecem do palco e reaparecem no fundo do auditório (foto: Reprodução/Internet)
 
Considerado o ilusionista mais bem pago do mundo, o norte-americano David Copperfield foi forçado pela justiça a revelar o famoso truque Lucky #13, responsável por ferir participante em apresentação em Las Vegas.
 
A vítima, o turista britânico Gavin Cox, 58 anos, entrou com pedido de indenização após ter o ombro deslocado durante execução do truque por Copperfield. Ele foi uma das 13 pessoas da plateia selecionadas arbitrariamente para desaparecer do palco na ocasião do acidente.
 
Durante o procedimento, os participantes são conduzidos por meio de passagens no entorno de onde é feito o espetáculo e reaparecem no fundo do auditório. Enquanto era conduzido por um dos assistentes do número, Cox sofreu uma queda e deslocou o ombro.
 
O britânico afirma ter passado a sofrer de dores crônicas e lesões no cérebro em decorrência do acidente. Segundo a NBC News, o britânico alega na ação que gastou mais de US$ 400 mil em despesas médicas. 
 
Dentre as acusações, o advogado de Cox afirma que havia entulhos e poeira nas passagens. Copperfield, por outro lado, disse ter andado pelo mesmo caminho horas antes e que o local estava limpo. O resort MGM de Las Vegas, onde ocorreu o show, afirmou por meio de advogado que “Cox não escorregou e, sim, tropeçou”.
 
A previsão é de que o próximo depoimento de Copperfield ocorra em 24 de abril. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade