Publicidade

Correio Braziliense

Padre Fábio de Melo fala sobre suicídio da irmã a Roberto Cabrini

Sacerdote diz que a morte de Cida, aos 59 anos, lhe trouxe culpa.' É como se eu fosse um excelente médico e o paciente está morrendo ao meu lado e eu não estou vendo'


postado em 24/04/2018 18:25

"Eu não fui capaz de ser para ela o que eu considero ser para muitas pessoas", contou o padre. (foto: Reprodução/Instagram)

 
Padre Fábio de Melo abriu o coração nesta segunda-feira (23) durante o Conexão Repóter, programa do SBT apresentado por Roberto Cabrini. 

Sem reservas, padre Fábio falou, pela primeira vez, sobre o suicídio de Cida, sua irmã, que classifica com um dos períodos mais dolorosos de sua vida. “Eu achei que tinha sido tudo uma mentira, uma bobagem. Porque no meio de tudo aquilo, eu não fui capaz de resgatar a minha irmã. Eu não fui capaz de ser para ela o que eu considero ser para muitas pessoas. É como se eu fosse um excelente médico e o paciente está morrendo ao meu lado e eu não estou vendo”, desabafou.

O sacerdote também comentou sobre sua luta contra a síndrome do pânico, transtorno caracterizado por surtos de desespero e medo. No auge de suas crises, ele relata que pensava muito na irmã, sobretudo no fato de que não conseguiu chegar a tempo do sepultamento dela, morta aos 59 anos.

Em 2017, ele já havia tocado nesse assunto nas redes sociais e em outros programas de TV, como o Fantástico, exibido aos domingos pela Rede Globo. Na ocasião, o padre disse que chegou a ficar uma semana trancado em casa, com sensação de morte e tristeza profunda, chorando por longos períodos. 

Na mesma época, o sacerdote da Igreja Católica contou que estava sob tratamento para conseguir cumprir sua agenda de compromissos.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade