Publicidade

Correio Braziliense

Belchior recebe duas homenagens em Brasília nesta quinta (26/4)

Grandes sucessos do cantor serão repertório de shows no Teatro dos Bancários e no Feitiço Mineiro


postado em 26/04/2018 07:00 / atualizado em 26/04/2018 13:47

As homenagens ao artista serão feitas por Marcos Lessa e Alessandra Terribili(foto: Luiz Marquez/CB/D.A Press)
As homenagens ao artista serão feitas por Marcos Lessa e Alessandra Terribili (foto: Luiz Marquez/CB/D.A Press)

 
Nesta quinta (26/4), o cearense Belchior, que morreu em abril do ano passado, receberá duas homenagens em Brasília. A cantora Alessandra Terribili apresenta um show do disco Alucinação no Feitiço Mineiro (306 Norte), às 21h30, enquanto Marcos Lessa cantará alguns dos grandes sucessos do compositor no Teatro dos Bancários (314/315 Sul), às 21h.  
 
Marcos Lessa, conterrâneo de Belchior, fará o show Coração selvagem em parceria com o pianista Thiago Almeida. No repertório, estarão canções como Apenas um rapaz latino-americano e Como nossos pais. "Sempre pautei meu trabalho na defesa da Música Popular Brasileira", aponta o cantor, que foi revelado ao Brasil depois de participar do The voice Brasil, em 2013. No Ceará, o padrinho musical é Raimundo Fagner, parceiro de Belchior em algumas composições, como Mucuripe. O cantor também fez participação especial no primeiro álbum de Lessa. 
 
Marcos Lessa, que morou em Brasília entre 2012 e 2013, conta que já tocou no Teatro dos Bancários outras vezes, mas é a primeira vez que traz esse show. "Belchior sempre foi uma referência para mim, e acho que para muitos músicos no Ceará também", destaca, sem esquecer dos contemporâneos do homenageado, como Ednardo, Amelinha e o próprio Fagner. Marcos também já homenageou Gonzaguinha em um álbum. O primeiro disco autoral do músico deve ser lançado ainda neste ano.  
 
No Feitiço Mineiro, quem homenageia Belchior é a cantora Alessandra Terribili, que se apresenta com Marcus Moraes (guitarra), Rodrigo Balduino (baixo) e Thiago Cunha (bateria). No show, todo o disco Alucinação, de 1976, será tocado. Outros sucessos, como A divina comédia humana e Na hora do almoço também compõem o repertório. "O show já estava marcado quando Belchior morreu. Nunca tivemos a intenção de fazer uma homenagem póstuma, mas aconteceu", esclarece Alessandra. Ela já lançou um EP autoral e está preparando o primeiro CD. 
 
A cantora acredita que o álbum escolhido para a homenagem seja um dos mais importantes da música brasileira e afirma que ouve Belchior desde pequena. Na montagem do show, Alessandra e a banda tentaram manter os arranjos originais, mas a cantora destaca a versatilidade de Belchior: "Ele tinha uma forma única de compor e tocar as músicas. É uma obra fácil de reconhecer, Ele tinha um olhar ácido sobre as coisas". 
 
*Estagiário sob supervisão de Vinicius Nader 

Serviço 

 
Marcos Lessa em Coração Selvagem 
Show Coração selvagem, com o cantor Marcos Lessa e o pianista Thiago Almeida. 
Teatro dos Bancários (514/515 Sul). 
Quinta (26/4), às 21h. Os ingressos custam R$ 40 (meia-entrada) e R$ 80 (inteira). 
Classificação indicativa livre. 
 
Um ano sem Belchior 
Show com Alessandra Terribili (voz), Marcus Moraes (guitarra), Rodrigo Balduino (baixo) e Thiago Cunha (bateria), tocando o álbum Alucinação
Feitiço Mineiro (306 Norte, Bl. B, lj 45 a 51). 
Quinta (26/4), às 21h30.  Couvert: R$ 25.  Classificação indicativa livre. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade