Publicidade

Correio Braziliense

Morre, aos 89 anos, o designer Alexandre Wollner em São Paulo

Wollner é considerado o pai do design moderno e dono de marcas famosas até hoje


postado em 04/05/2018 16:30 / atualizado em 04/05/2018 16:33

Alexandre Wollner trabalhou em diversas campanhas publicitárias durante o século passado(foto: Alexandre Seara/Divulgação)
Alexandre Wollner trabalhou em diversas campanhas publicitárias durante o século passado (foto: Alexandre Seara/Divulgação)

O designer gráfico Alexandre Wollner morreu, nesta sexta-feira (4/5), aos 89 anos. Ele já estava internado desde 1º de maio, após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC).Pioneiro do design no Brasil e criador de uma vasta obra, ele deixa a mulher e um filho.

Um dos trabalhos mais notáveis do designer foram os cartazes de divulgação das comemorações dos 400 anos da fundação da cidade de São Paulo. Para a ocasião, ele projetou peças com formas geométricas que se desdobravam na razão áurea.

O pai do design brasileiro, como é considerado, começou a criar identidades visuais para marcas desde a década de 1950. Alguns exemplos de criações de Wollner são o símbolo do banco Itaú, cartazes para festivais culturais brasileiros e internacionais, marcas de produtos brasileiros, como caixa de fósforos e latas de sardinha. Em 2013, para comemorar os 60 anos de carreira, o designer recebeu a maior mostra sobre sua obra no Museu de Arte Aplicada de Frankfurt.  

Alexandre Wollner valorizava as formas geométricas em seus trabalhos e acreditava que as proporções nos desenhos eram essenciais, porque davam o equilíbrio a cada imagem. Em 2013, disse à Folha de São Paulo que sempre soube desenhar e queria desenvolver o talento. 
 
Wollner também participava do design e da arte brasileira por meio da militância no grupo Ruptura, com artistas concretos brasileiros. Ao organizar com o grupo uma mostra do artista suíço Max Bill em São Paulo, foi convidado para estudar design na Alemanha. O convite foi inicialmente feito ao colega Geraldo de Barros, mas este recusou. Os estudos na Escola Superior da Forma foram decisivos para a carreira de Alexandre Wollner.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade