Publicidade

Correio Braziliense

Rapper G-Eazy diz estar 'envergonhado' após condenação por posse de droga

Músico foi detido na Suécia em 2 de maio, em post no Instagram G-Eazy aparentou querer superar momento


postado em 07/05/2018 16:33 / atualizado em 07/05/2018 16:32

O rapper já está em liberdade(foto: KEVORK DJANSEZIAN)
O rapper já está em liberdade (foto: KEVORK DJANSEZIAN)


O rapper G-Eazy – famoso pelo hit My, myself e I – pareceu arrependido após a condenação que foi submetido no último 2 de maio em Stockholm, na Suécia. Em plena turnê europeia, G-Eazy foi detido por "invasão a área privada, resistência violenta à prisão e posse ilegal de drogas". Nesta segunda-feira (7/5), o rapper (cujo nome de nascimento é Gerald Earl Gillum)  comentou o ocorrido no Instagram.
 

No relatório policial, obtido pelo portal inglês NME, G-Eazy admitiu ter agredido um segurança quatro vezes, mas conseguiu evitar o encarceramento após ter declarado culpa e pago fiança. O músico saiu da Suécia logo em seguida para continuar sua turnê europeia.

Agora, G-Eazy parece querer superar o ocorrido. Em um post no Instagram, o rapper afirmou gratidão pela liberdade, e se diz "envergonhado" pela condenação.

"Agradecido e abençoado por estar livre e em segurança. Feliz por estar em Copenhagen hoje à noite fazendo o que eu mais amo. Estou muito envergonhado e arrependido pelo incidente, mas acima de tudo, muito agradecido por terem me libertado. Foi a experiência mais louca da minha vida, péssima noite e má sorte junto de más decisões", escreveu G-Eazy.

O artista ainda aproveitou a oportunidade para agradecer pelo suporte dos amigos no momento difícil: "Muito obrigado a todos que me ajudaram durante essa jornada, eu agradeço mais do que vocês imaginam". A turnê europeia de G-Eazy vai até o final de junho.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade