Publicidade

Correio Braziliense

Donald Glover critica o racismo dos EUA no clipe de 'This is America'; veja

Conhecido pelo projeto musical batizado de Childish Gambino, o multiartista participou do 'Saturday night live' e criticou a falta de negros em 'Star wars'


postado em 08/05/2018 09:26

Donald Glover critica o racismo e faz história em participação no 'Saturday Night Live'(foto: YouTube/Reprodução)
Donald Glover critica o racismo e faz história em participação no 'Saturday Night Live' (foto: YouTube/Reprodução)

 

Multiartista aclamado por trabalhos na música e na TV, o norte-americano Donald Glover lançou na madrugada de domingo (6/5) o clipe da música This is America por meio do projeto Childish Gambino. No vídeo de pouco mais de quatro minutos, ele critica o racismo institucionalizado que paira sob os Estados Unidos, além do porte de armas, que acaba por vitimar em maior número a população negra.

 

A produção é carregada de referências sutis ao movimento Black Lives Matter, aos protestos de Charlottesvielle, a tiroteios terroristas, abusos policiais e a movimentos em prol dos direitos civis. 

 

O vídeo começa com Glover dançando. De repente, ele atira à queima roupa em um sujeito que toca violão sentado em uma cadeira, com um capuz. Dirigido por Hiro Murai, o clipe ainda traz cenas com carros das décadas de 1980 e 1990, além da reprodução de cenas que mesclam pânico, sensualidade e violência. 

 

Confira o videoclipe:

 

 

A música foi lançada logo após a participação de Glover no humorístico Saturday Night Live, que foi ao ar no último fim de semana. Convidado especial da atração, ele - que também é ator e estrela a série Atlanta - participou de uma série de esquetes.

 

Em uma delas, chamou a atenção para a falta de personagens negros nos produtos da franquia Star wars. No vídeo, ele aparece encarando seu personagem favorito do filme e questiona onde estão todas as pessoas negras além dele na galáxia.

 

O timing do lançamento não poderia ser melhor. Na última semana, o rapper Kanye West concedeu uma entrevista ao portal de notíciais TMZ e relativizou a gravidade da escravidão. ''A gente ouve dizer que a escravidão durou 400 anos. Quatrocentos anos? Parece uma opção'', disse ele.

 

Em uma das esquetes do SNL, Donald Glover parodia o filme Um lugar silencioso (2018) e precisa ler os tuítes de Kanye em apoio a Donald Trump sem se desesperar e gritar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade