Publicidade

Correio Braziliense

Eliab Lira lança novo álbum romantico: Violões e canto

Segundo ele, apesar dos trabalhos anteriores incluírem letras com cunho social, o novo álbum é composto somente por poemas românticos


postado em 09/05/2018 07:30 / atualizado em 09/05/2018 08:22


(foto: Carlos Bloch/Divulgação)
(foto: Carlos Bloch/Divulgação)


Nascido em Pernambuco, mas com coração brasiliense, o músico e compositor Eliab Lira está de volta com o álbum romântico intitulado Violões e canto. O trabalho acústico movido pelo canto e acompanhado de violões contém 10 faixas e está sendo vendido nas plataformas digitais.

Eliab Lira gravou três álbuns anteriores. Segundo ele, apesar desses álbuns também reunirem músicas românticas, incluíam letras com cunho social, características do momento vivido por Brasília na época em  que bandas como Aborto Elétrico, Legião Urbana e Capital Inicial estavam em alta. “As canções do novo álbum trazem poemas inspirados em histórias românticas verídicas de pessoas próximas ou da minha própria vivência”, conta Eliab em entrevista ao Correio.

Considerado um trabalho mais maduro, Eliab aposta em um estilo mais leve para compor o novo CD. “Acredito muito no estilo romântico. O mundo está muito conturbado e, por esse motivo, eu acho que o amor tem que ser reverenciado a todo momento”, salienta o músico.
 
Confira a música Distante:
 
 
 
 
Influências

Eliab Lira chegou a Brasília aos 4 anos de idade e conseguiu acompanhar o crescimento musical da capital nos anos 1980 e 1990, época em que o cenário do rock estava em ascensão. Suas influências surgem dessa época, principalmente. “Mesmo tendo nascido em Pernambuco fui criado na Asa Sul, então acredito que 98 por cento das minhas referências musicais são brasilienses. Eu já tive bandas aqui que faziam parte do movimento cultural da cidade naquela época”, afirma Eliab.

O músico é experiente, tem no currículo trabalhos como produtor musical do primeiro CD do cantor Carlos Bloch e fez parte da gravação e produção do DVD Quarteto de Brasília 30 anos, que prestou homenagem ao quarteto de cordas mais antigo em atividade no mundo.

Além disso, tocou com nomes como Renato Rocha, ex-baixista do Legião Urbana, Loro Jones, ex-Capital Inicial, Marcelo Barbosa, Cid Moraes, Edinho Silva e Zeka Brasília. “Tudo que eu vivi, os contatos que eu tive, tudo me ajudou a moldar e a me formar como o músico que sou hoje”, comenta Lira.

No novo álbum, nove das 10 músicas que o compõem são de Eliab, contando somente com uma não autoral e composta por Vander Lee. Além de dar voz e trazer melodia no violão, Lira também contou com os músicos Cleverton Silva, James Castro e Euripedes Martins para a produção do disco.

* Estagiária sob supervisão do subeditor Severino Francisco


Álbum Violões e Canto de Eliab Lira
À venda nas plataformas virtuais Amazon, Spotify e CD Baby.




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade