Publicidade

Correio Braziliense

Alok grava remix de 'Baianá' para a Copa

A gravação original do grupo Barbatuques, anteriormente remixada por Tropkillaz, foi repaginada por Alok a convite do serviço de streaming Spotify


postado em 19/06/2018 17:40 / atualizado em 19/06/2018 17:46

A versão original de Baianá foi lançada em 2005 e se tornou um clássico(foto: Cais/Divulgação)
A versão original de Baianá foi lançada em 2005 e se tornou um clássico (foto: Cais/Divulgação)


Percussão corporal e música eletrônica se encontram em Baianá. A faixa do grupo Barbatuques, originalmente lançada em 2005, ganhou versão remixada pelo DJ Alok, disponibilizada com exclusividade pelo Spotify. A dupla de hip-hop Foreign também participa da música como convidada.

A parceria feita a convite do serviço de streaming faz parte de ação para a Copa do Mundo que promove latinidades. Segundo a empresa, a música lançada na última semana figura na 22ª posição em lista de faixas mais tocadas no Brasil dentro da plataforma.

Baianá é uma das principais canções de Barbatuques, grupo com 20 anos de carreira. A música, que integra o disco O seguinte é este, fez parte de trilhas sonoras no cinema, de publicidades, além de outros remixes e samplers de outros DJs e produtores, como Tropkillaz. 

Utilizando-se apenas do corpo como instrumento, o grupo percussionista passa por diferentes estilos musicais como baião, coco, samba, maracatu, rap, afoxé, funk carimbó, toré indígena, choro, rock, beatbox, kecak e a música africana. 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade