Publicidade

Correio Braziliense

Mais de 1,3 mil pessoas passaram pelo Centro de Dança do DF em 4 meses

O espaço artístico destinado ao fomento da dança foi reaberto em fevereiro deste ano


postado em 03/07/2018 18:10 / atualizado em 03/07/2018 18:17

O Centro de Dança espera aumentar o número de atividades para o segundo semestre de 2018(foto: Karina Zambrana/Coletivo Conversa)
O Centro de Dança espera aumentar o número de atividades para o segundo semestre de 2018 (foto: Karina Zambrana/Coletivo Conversa)
  
Desde a reabertura em fevereiro deste ano, o Centro de Dança do Distrito Federal recebeu mais de 1,3 mil pessoas, segundo informou a Secretaria de Estado de Cultura. O espaço se destina a promoção de atividades diversas voltadas à dança, tais como pesquisa, ensaios, oficinas, workshops e cursos.

Durante os quatros meses que se passaram, foi palco de um seminário, quatro oficinas, uma rodada de negócios, uma residência artística, lançamento de quatro livros, duas mostras de videodança, três espetáculos, três mostras artísticas, três entrevistas públicas tête-à-tête, duas séries de mentorias e uma exposição. Outras 76 atividades da sociedade civil foram selecionadas por meio de convocatórias públicas.
 
Fundado em 1993, o Centro de Dança ficou fechado para reformas nos últimos anos e reabriu em 28 de fevereiro. A curadoria e a coordenação das atividades desenvolvidas são conduzidas por parceria entre a Secretaria de Estado de Cultura com a organização da sociedade civil Conexões Criativas. 

Para o segundo semestre de 2018, o Centro de Dança do DF espera abrir nova convocatória para seleção de projetos e aumentar o número de oficinas, residência artística, mostras artísticas, espetáculos, bate-papos, mentorias e exposições.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade