Publicidade

Correio Braziliense

Festivais nacionais e consagrados no Brasil ganham edições em Portugal

Eventos como Rock in Rio Lisboa, MIMO Festival Amarante, Festeja e Villa Mix revelam a força do cenário musical


postado em 04/07/2018 07:30

Bruno Mars foi uma das atrações do Rock in Rio Lisboa, que já tem 14 anos de história(foto: MIGUEL RIOPA/AFP)
Bruno Mars foi uma das atrações do Rock in Rio Lisboa, que já tem 14 anos de história (foto: MIGUEL RIOPA/AFP)

A relação entre Brasil e Portugal é antiga e complexa, tendo mais de 500 anos de história. Dentro desse contexto, a sociedade portuguesa sempre consumiu produtos culturais do Brasil, das novelas à música. Diferentemente do público brasileiro, que, apenas nos últimos anos, estreitou a ligação com o país europeu.

Hoje, legalmente, mais de 90 mil cidadãos brasileiros vivem em Portugal, de acordo com dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). No mundo da música, nomes como Carminho, Ana Bacalhau, Valete, Capicua e António Azambuja conseguiram espaço com o público brasileiro, fazendo shows no Brasil e gravando com artistas de sucesso do país, como Chico Buarque e Emicida.

Tudo isso se refletiu também no cenário dos festivais, que, cada vez mais, encontram espaço nas cidades portuguesas para edições internacionais. Há 14 anos, o Rock in Rio desembarcou em Lisboa e teve mais uma edição realizada neste ano em 23, 24, 29 e 30 de junho.

Apesar da presença de nomes internacionais, como Bruno Mars e Katy Perry, o destaque ficou para os artistas brasileiros, incluindo Anitta e Ivete Sangalo, que roubaram a cena em suas apresentações no evento. “Já são 14 anos de Portugal, sete edições. Sempre fomos muito bem recebidos. Vão pessoas da Europa inteira. Hoje já faz parte do calendário do país”, analisa Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio. A próxima edição do festival em Lisboa está marcada para 2020.

Tradição

Outro festival que também já tem uma tradição em Portugal é o MIMO. A série de shows surgiu no interior das igrejas de Olinda, em 2004, e ganhou outras cidades do Brasil até chegar ao município de Amarante, que faz parte do distrito de Porto, ao Norte do país europeu, onde o evento reveza em parques, museus, centros culturais e nas esquinas de igrejas.

De 20 a 22 de julho, o evento terá a sua quarta edição internacional. O line-up é encabeçado por brasileiros, como Dona Onete, Baiana System, Almério, Otto e Moacyr Luz, mas, para promover a integração cultural, que é uma característica do MIMO, estão confirmados nomes de Portugal, Estados Unidos, Moçambique, China e Sérvia.

Além dos shows, o festival terá atividades gratuitas voltadas para o cinema, as artes — com a exposição Cenários — MIMO 15 anos — e a educação. Na cidade portuguesa, o evento é promovido em parceria com a Câmara Municipal de Amarante e com patrocínio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que promove o MIMO sem barreiras, com o objetivo de ações de inclusão no festival.

Novatos

O sertanejo é o estilo musical mais ouvido no Brasil e o sucesso do gênero ultrapassou o continente desde os tempos de Ai se eu te pego, do Michel Teló, e tem se mantido. Pelo menos é o que indica a chegada de dois grandes festivais sertanejos a Portugal. No ano passado, o Festeja teve uma edição em Lisboa em abril.

Com shows de Kleo Dibah & Rafael, Maiara & Maraisa, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano e Marília Mendonça, o evento reuniu um público de sete mil pessoas na Altice Arena, espaço que já foi chamado de Pavilhão Atlântico e MEO Arena e é uma casa de shows famosa em Lisboa, com capacidade para até 20 mil pessoas. Na época, Marília Mendonça, uma das representantes do feminejo ao lado de Maiara & Maraisa no festival, decretou sobre o desembarque do sertanejo nas terras lusitanas: “Sofrência não tem fronteiras, minha gente!”.

Uma das duplas mais celebradas no Brasil, Jorge & Mateus estará no Villa Mix Lisboa(foto: In Press/Divulgação)
Uma das duplas mais celebradas no Brasil, Jorge & Mateus estará no Villa Mix Lisboa (foto: In Press/Divulgação)


Em 6 de outubro, o festival Villa Mix, que recebeu 100 mil pessoas no ano passado em Goiânia e ainda não divulgou o público da edição do último fim de semana que tinha expectativa de 140 mil presentes, terá a primeira edição na Europa — em abril, o evento também teve outra edição internacional passando pelo Paraguai. E a cidade escolhida, naturalmente, foi Lisboa, mas, antes de mudar de continente, tem edições ainda em Natal (10/8), Recife (11/8), Palmas (25/8) e Volta Redonda (15/9).

Assim como ocorreu com o Festeja, o Villa Mix será realizado no Altice Arena e contará com line-up formado por grandes nomes do sertanejo, e também acompanhado de artistas de destaque da música eletrônica e do funk, outros estilos que têm conquistado espaço no Brasil e mundo afora. Estão confirmadas as presenças de Jorge & Mateus, Matheus & Kauan e Wesley Safadão representando o ritmo que marca o festival, além do funkeiro Kevinho e do DJ Alok, natural de Goiânia, mas que fez carreira em Brasília, quando ainda tocava ao lado do irmão Bhaskar.

MIMO Festival Amarante
De 20 a 22 de julho na cidade de Amarante, em Portugal. Com shows de Marta Pereira da Costa (Portugal), Matthew Whitaker Trio (EUA), Timbila Muzimba (Moçambique), Dona Onete (Brasil), Dead Combo (Portugal) e Baiana System (Brasil), no dia 20; Pablo Lapidusas International Trio (Argentina/Brasil/Cuba), Shai Maestro Trio (Israel), Almério (Brasil), Noura Mint Seymali (Mauritânia), Otto (Brasil) e Rui Veloso (Portugal) no dia 21; e Moacyr Luz (Brasil), Gogo Penguin (Inglaterra), Bruno Pernadas (Portugal), Orquestra Chinesa Cheong Hong De Macau (China), Hudson — Jack DeJohnette, John Scofield, John Medeski & Scott Colley (EUA) e Goran Bregovic Wedding And Funeral Band (Sérvia) no dia 22. A entrada é gratuita.

Villa Mix Festival Lisboa
Em 6 de outubro, no Altice Arena, em Lisboa. Com shows de Alok, Jorge & Matheus, Kevinho, Matheus & Kauan e Wesley Safadão. O evento terá cinco áreas: Villa Vip, Villa Prime, Balcão 1, Balcão 2 e Golden Mix. Ingressos à venda em https://www.villamix.com.br/edicoes/villamix-lisboa/.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade