Publicidade

Correio Braziliense

Animação 'Irmão do Jorel' estreia terceira temporada com novidades

Primeiro desenho brasileiro do Cartoon a ganhar o mundo confirma bom momento do setor


postado em 17/07/2018 07:05

Diretor Juliano Enrico: 'A terceira temporada mostrará o irmão do Jorel tendo que lidar com a ausência da melhor amiga Lara'(foto: Cartoon Network/Divulgação)
Diretor Juliano Enrico: 'A terceira temporada mostrará o irmão do Jorel tendo que lidar com a ausência da melhor amiga Lara' (foto: Cartoon Network/Divulgação)
 
 
Centenária, a animação brasileira tem alguns motivos para comemorar, como a homenagem na edição deste ano do Festival de Cinema de Animação de Annecy na França e o grande desenvolvimento do setor nos últimos anos. Nunca se produziu tantos desenhos no Brasil. E a animação Irmão do Jorel, idealizada pelo ator, diretor e quadrinista Juliano Enrico, tem um papel importante nesse cenário.

Lançada em 2014, a produção é a primeira série animada criada e produzida na América Latina pelo canal Cartoon Network, referência em animações na televisão fechada. Irmão do Jorel também detém o título de primeira produção brasileira da emissora a ser exibida para o restante do mundo. “Eu acredito que existe um público querendo cada vez mais conteúdo brasileiro. Não só por ser brasileiro, mas porque tem muita gente com ideias boas que só poderiam vir daqui. Assim como o Irmão do Jorel é uma alegria ver as pessoas se identificarem com Historietas assombradas (Victor-Hugo Borges), Oswaldo (Pedro Eboli)... Estamos formando um público”, analisa Juliano Enrico.

Para ele, apesar dos avanços, ainda é possível fazer mais: “É preciso que se tenha mais coragem de investir em ideias ousadas, no sentido de linguagem, de tom de humor. É uma coisa importante que vem acontecendo e essencial para que novas ideias acabem surgindo. Enxergo como algo que ainda está em desenvolvimento, mas muito bem estabelecido. A animação brasileira fora do país é vista com bons olhos. Todo mundo admira muito os longas-metragens, os curtas e as séries que são feitas aqui. Tem muito o que crescer. É difícil, mas instigante”.

Novidades

Mostrando a força da série Irmão do Jorel, a animação chegou à sua terceira temporada, que começou a ser exibida ontem no Cartoon Network, com novos episódios sempre às 19h15, de segunda a quinta-feira. Na nova sequência, a história continua a acompanhar o protagonista — que não tem o nome revelado e é apenas apresentado como irmão do Jorel — ao lado da família e dos amigos.

“A terceira temporada dará uma continuidade à história mostrando o irmão do Jorel tendo que lidar com a ausência da melhor amiga Lara (que se mudou no final da segunda temporada), tendo que fazer novas amizades. Ele vai se aproximar mais da Ana Catarina e vai encontrar novas formas de ir para a escola, já que não terá mais a Lara para levá-lo. Ele terá que assumir mais o controle da própria vida”, adianta Enrico. Por conta disso, Irmão do Jorel terá mais cenas com outros personagens da trama, inclusive com os familiares como a Vovó Juju, a Dona Danuza e o pai, Sr. Edson.
Outra novidade é que a terceira temporada terá uma expansão do universo da animação, com o objetivo também de atingir ainda mais o público internacional: “A cada episódio, também vamos ter mais referências da cultura pop, brasileira e latina e americana. Desde o começo, tive vontade de fazer algo mais global. Nunca quis fazer uma coisa exclusiva para quem é brasileiro ou latino. Quis fazer da nossa identidade um diferencial, uma coisa interessante, mas que não limite. Vai ter mais personagens de outros países, ele vai transitar por outras culturas além da nossa. Isso se consolidará na terceira temporada. E vai dialogar mais com o mundo de hoje, que é conectado 24 horas por dia”.
 
Nova temporada terá mais referências à cultura pop(foto: Cartoon Network/Divulgação)
Nova temporada terá mais referências à cultura pop (foto: Cartoon Network/Divulgação)
 
 
Motivo do sucesso

Irmão do Jorel tem uma história bastante simples e que é inspirada na vida de Juliano Enrico. “Durante muito tempo me chamaram de irmão do Jorel e muitas pessoas passam por essa fase da vida na infância e adolescência, ficam à sombra de alguém. Às vezes um amigo, um pai, um irmão... É uma coisa muito comum. O próprio Brasil acaba sendo um irmão do Jorel para o resto do mundo, a América Latina do resto da América. A gente está sempre meio que a sombra de alguém e isso dá uma identidade muito forte”, defende Juliano Enrico.

Apesar de o enredo ter sido inspirado na vivência de Enrico, ele garante que isso não torna o irmão do Jorel nele mesmo. “Usei minha história e minha família como ponto de partida, mas só. As pessoas podem imaginar qual é o nome dele. O irmão do Jorel é ninguém e é todo mundo”, afirma e apontando que esse é um dos motivos de o desenho ter se tornado um sucesso no Brasil e fora dele.
 
(foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)
 

Duas perguntas // Juliano Enrico


Você pretende fazer outras animações além do Irmão do Jorel?
Irmão do Jorel é meu projeto principal, dedico 100% da minha vida a ele, para uma próxima temporada, para um longa, para uma série de livros. Tem muitas coisas desse universo que trabalhei e continuarei expandindo. Criamos viagens no tempo, o universo do armário, a origem dos personagens... Quanto mais histórias, mais coisas legais podemos fazer com elas e mais pessoas podem conhecer, isso me motiva muito. Ao mesmo tempo, tenho outras ideias, que não são só de animação, mas de longas-metragens com o meu grupo de comédia, séries de televisão live action.

Falando no seu grupo de comédia, o TV Quase, vocês tiveram uma repercussão muito boa no último ano no YouTube. A que atribui esse sucesso do programa Choque de cultura?
A gente sempre trabalhou tentando buscar ao máximo ter autonomia, ser dono do que a gente faz. Sempre trabalhamos para nós mesmos, nunca ficamos correndo atrás de assinantes do canal, de visualizações. Trabalhamos em muitos projetos, alguns canais contrataram a gente, como Multishow, Globo, Canal Brasil para escrever talk-show e séries. Acabamos acertando ao criar um programa que ficou muito popular em parceria com o Omelete, que acabou tendo uma visibilidade muito grande. No último ano, ganhamos um público novo. Isso é bem legal e tem um pouco a ver com a vontade das pessoas de verem coisas novas, um novo jeito de fazer humor. Não que ninguém nunca tenha feito antes, mas somos e temos um jeitinho diferente que causa identificação nas pessoas.


Irmão do Jorel — Terceira temporada
De segunda a quinta, às 19h15 no Cartoon Network.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade