Publicidade

Correio Braziliense

Victor Vasconcelos volta para Brasília e faz apresentação no Clube do Choro

No projeto Prata da Casa, o instrumentista volta em uma nova fase de sua trajetória na cidade em que nasceu


postado em 31/07/2018 07:30 / atualizado em 30/07/2018 20:41

O guitarrista e violonista apresentará canções autorais e clássicos da MPB(foto: Raquel Camargo/Divulgação)
O guitarrista e violonista apresentará canções autorais e clássicos da MPB (foto: Raquel Camargo/Divulgação)


Embora não seja frequente, talentosos instrumentistas surgidos em Brasília, por motivos diversos, voltam a morar na cidade, onde dão prosseguimento à carreira. Um deles é o violonista e guitarrista Victor Vasconcelos que, depois de se destacar em São Paulo e na Europa, retornou à capital e tem levado adiante a atividade artística.

“Por razões ligadas à família, precisei voltar à origem, há sete meses, deixando São Paulo, base do meu trabalho há 10 anos. Lá, fiz incontáveis apresentações, compus vários temas e, em 2010, lancei Essência, um EP com seis faixas. Naquela cidade, aprimorei minha formação, iniciada aqui em aulas com Jaime Ernest Dias, ainda na adolescência”, conta.

Na capital paulista, ele expandiu os conhecimentos sob a orientação do tio, o renomado mestre Leyve 
Miranda, que lhe passou muitas informações sobre jazz e música brasileira. “Estar próximo do meu tio foi fundamental para aprofundar meus conhecimentos sobre a cultura jazzística e ter uma aproximação maior com o nosso cancioneiro. Canções e valsas são a base do meu primeiro disco”, diz o violonista.

Victor destaca também a temporada de 2012, passada em Londres. “Na capital inglesa,  ministrei um workshop de música brasileira na Middlesex University, toquei em casas noturnas e acompanhei artistas nacionais que conheci por lá. A convite do percussionista Adriano Adawalem, abri o show do renomado violonista flamenco Paco de Lucia, num festival de jazz”.

Nova fase

Desde que voltou à capital, o instrumentista — e também compositor — tem repassado os conhecimentos adquiridos a alunos, em aulas particulares. Mas também fez apresentações na Mundo Vivo Galeria (413 Norte) e na Sala Cacareco (QI 11do Lago Norte). “Mas é o show que vou fazer hoje, no Espaço Cultural do Choro, pelo projeto Prata da Casa, que marca de maneira mais abrangente a nova fase da minha trajetória, na minha cidade natal”, comemora.

“Para mim, vai ser um grande momento da minha carreira ocupar o palco do Clube do Choro, referência de música instrumental de qualidade no Brasil e no exterior. Recordo-me que, no começo da adolescência, meu saudoso pai me levou ali para assistir a apresentações de grandes músicos brasileiros. Duas delas até hoje guardo na memória: as dos mestres João Donato e Hélio Delmiro. Ouvindo Delmiro, reafirmei minha decisão de me tornar um violonista”, revela.

No show, em que tem a companhia dos músicos paulistanos Noa Stroether (contrabaixo acústoco) e Marcos Magalti (bateria), Victor vai tocar temas do Essência, como Canção do amanhecer, Noite triste e O grito; e composições inéditas, que vão fazer parte do seu próximo trabalho, entre as quais Armadilha, Choro pro Martim e Gabriela. No repertório há, ainda, versões instrumentais para os clássicos Manhã de carnaval (Luis Bonfá), No Rancho Fundo (Ary Barroso) e Coração vagabundo (Caetano Veloso).

Victor Vasconcellos

Show do violonista e guitarrista, acompanhado por Noa Stroiter (contrabaixo acústico) e Marcos Magalti (bateria), nesta terça-feira, às 21h, no Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia para estudantes). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade