Publicidade

Correio Braziliense

Simaria comemora volta aos palcos depois de passar por problemas de saúde

Simaria retoma agenda de shows após quatro meses. Ela e Simone falam das dificuldades e de projeto futuro


postado em 12/08/2018 06:30

As irmãs Simone e Simaria anunciaram a nova fase da carreira: shows e gravações(foto: Manu Scarpa/Divulgação)
As irmãs Simone e Simaria anunciaram a nova fase da carreira: shows e gravações (foto: Manu Scarpa/Divulgação)

 
São Paulo — A marca das irmãs Simone e Simaria é a alegria. O bom humor da dupla ultrapassa qualquer barreira. Elas estão sempre gargalhando, fazendo piadas, tirando sarro uma da outra e soltando bordões como “chora não, coleguinha”. Tudo isso sempre juntas, como a tampa e a panela, como elas gostam de definir.

No entanto, durante quatro meses, por conta dos problemas de saúde de Simaria, que foi diagnosticada com uma tuberculose ganglionar, anemia, bactéria h pilory, dores nos joelhos — causadas pelo excesso de uso de salto alto — e teve ainda queda de dentes — por conta de uma lente de contato malfeita —, Simone teve que seguir a agenda de shows da dupla pelo Brasil sozinha, enquanto a irmã ficou 18 dias internada em uma cama de hospital e começou uma série de tratamentos.

A panela ficou sem tampa. E apesar de Simone ter buscado fazer o papel, que sempre coube às duas, sozinha, ela se viu num momento completamente diferente. “Eu aprendi que ‘ô, dinheiro difícil de ganhar só’. (risos) Tinha dia no show que eu falava ‘vou sair daqui, desse negócio’. Deus colocou nós duas no mundo nessa missão para sermos irmãs, companheiras e deu o mesmo talento para as duas, de levar alegria. No momento em que me vi só, sem a Simaria, foi muito difícil para mim. Mas serviu também para eu aprender muita coisa. A ausência da minha irmã me mostrou que é preciso desacelerar”, afirma.

Sem descanso


A doença de Simaria veio de um momento de estafa, em que a dupla fazia mais de um show por dia, lançava quase que mensalmente um novo single e mantinha aparições constantes em programas de televisão. Tudo isso sem descanso. “A primeira coisa que eu fiz foi desligar todos os telefones que eu tinha. Me desvinculei de tudo, de todas as redes sociais. Quis me afastar desse mundo louco, porque eu queria ter essa sensação de como era realmente voltar ao passado, ter uma vida totalmente natural. Eu tava cada dia que passava com o trabalho me consumindo muito, aquilo que eu estava vivendo não estava me fazendo bem”, lembra Simaria.

Ela demorou a perceber que precisava parar. “A vida inteira trabalhei em prol da gente, acho que não parei antes pelo medo de deixar a Simone sozinha. Eu sabia que estava sentindo alguma coisa, mas eu pensava nela, nos fãs, sempre pensando no compromisso, nas pessoas, na minha irmã e nunca olhava para mim. Mas chegou o momento de olhar pra mim, foi o agora. Foram quatro meses longe dos palcos, foi de muito aprendizado”, garante.

Nova fase

(foto: Manu Scarpa/Divulgação)
(foto: Manu Scarpa/Divulgação)

 
Depois de quatro meses afastada dos palcos e de qualquer projeto da dupla, Simaria está de volta. O lançamento da música Um em um milhão marcou a nova fase das cantoras. O clipe, que tem Deborah Secco e o marido Hugo Moura, tem mais de 8 milhões de visualizações após uma semana de lançamento e já figura no topo das paradas das plataformas digitais.

“Passei uma madrugada inteira gravando essa música. Eu já tava doente e não tinha força para nada”, lembra Simaria. A faixa estava no radar da baiana há mais de dois anos quando a dupla gravou o DVD Live em Goiânia. “No dia que gravamos, o menino que botou o violão nas músicas me mostrou essa música e fiquei apaixonada. Mas ele falou que estava prometida para outra dupla. Eu amei tanto que pedi para me dar. Passou um tempo, a dupla não gravou e lembrei dessa música”, conta.

Conseguir a faixa foi um desafio. Com seis compositores, apenas cinco queriam liberar a canção. Depois de muito vai e volta, Simone e Simaria conseguiram a autorização para gravá-la. “Eu acredito que música tem endereço certo, quando é para ser sua não tem quem tire. Depois de dois anos, ela voltou para gente”, diz animada Simaria.

Agenda de shows

Depois do lançamento da música, a primeira deste ano da dupla sem ser uma parceria com outros artistas, Simaria voltou aos palcos em show no Espaço das Américas, em São Paulo, e a partir de agora assume os compromissos da agenda, que será mais diluída. “Vamos diminuir show sim, diminuir carga de trabalho. Temos que trabalhar com consciência. Hoje somos uma dupla que tem consciência que onde chegou, as pessoas nos adoram. Se continuarmos produzindo um bom material, as pessoas nunca vão se esquecer da gente. O que as pessoas querem de nós artistas é boa música e alegria”, completa Simaria.

Sendo assim, a dupla assumirá uma agenda como no máximo três shows na semana apenas sexta, sábado e domingo. Até porque Simaria ainda tem mais dois meses e meio de tratamento contra a tuberculose ganglionar e precisa de descanso e boa alimentação. “Coloquei na minha cabeça que meu corpo precisa de comida para eu ficar bem, me conscientizei. A minha prioridade vai ser sempre minha comida e meu descanso. Eu não tô curada, não estou 100%. Me sinto bem melhor do que eu estava, meu médico me liberou, mas sem excessos. Se eu voltar como estava, minha tuberculose reativa e eu posso morrer”, revela.

O foco agora da dupla é começar a planejar o próximo DVD, que deve ser gravado em São Paulo. Simaria tem feito mistério dos planos até para a irmã Simone, que, até agora, só ouviu três músicas do repertório, que deve ser formado apenas por canções inéditas. “Tenho a ideia, mas não posso falar. É uma coisa que ninguém nunca fez. Vocês lembram do Bar das coleguinhas? Vai ser nessa pegada, você escuta uma música e quer ir para outra. As músicas são lindas, cada uma diferente da outra”, diz Simaria.

*A repórter viajou a convite da Universal Music




 
 
 
 
 
 



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade