Publicidade

Correio Braziliense

Morre, aos 84 anos, o ator e diretor de teatro José Pimentel

O artista pernambucano, conhecido por interpretar o personagem Jesus Cristo, estava internado na UTI do Hospital Esperança


postado em 14/08/2018 10:17

José Pimentel interpretou Jesus Cristo por 40 anos(foto: Nando Chiappetta/DP)
José Pimentel interpretou Jesus Cristo por 40 anos (foto: Nando Chiappetta/DP)

Morreu aos 84 anos o ator e diretor José Pimentel, conhecido por viver Jesus Cristo por 40 anos, vítima de complicações por um enfisema pulmonar. A informação foi confirmada pela neta Brina Pimentel. Ele faleceu às 9h30 desta terça-feira (14), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Esperança, na Ilha do Leite, onde estava internado desde a última quarta-feira (8/8). O artista estava respirando com a ajuda de aparelhos e sendo submetido a sessões de hemodiálise. 

Considerado um homem do teatro pernambucano, o papel mais marcante da sua trajetória foi sem dúvidas, o de Jesus Cristo, o qual interpretou por 40 anos. Na sua longa trajetória, além de ator, Pimentel foi diretor, iluminador, figurinista, sonoplasta, escritor, poeta, professor e jornalista. O artista deixa a esposa Aurinete, de 82 anos, a filha única, Lilian Pimentel, de 50 anos, e ainda a neta Bruna Pimentel, 22 anos, e o bisneto José Pimentel, de 4 anos. 

Fisiculturista nos anos 1950, José Pimentel estreou no espetáculo da Paixão de Cristo de Fazenda Nova como figurante, interpretando um soldado romano. Somente em 1978, viveu Jesus pela primeira vez, em Nova Jerusalém. Após sair da montagem, ele escreveu e dirigiu o espetáculo Paixão de Cristo do Recife, a partir de 1996. A peça quase foi cancelada por falta de verba este ano. E, pela primeira vez, a Paixão de Cristo do Recife foi encenada sem a presença do artista como o personagem principal. 

José de Souza Pimentel nasceu em 11 de agosto de 1934, no município de Garanhuns, no Agreste pernambucano, o primogênito de Seu Virgínio e dona Florentina. Ele veio morar na capital pernambucana aos 10 anos, e somente em 1998, foi reconhecido com o título de Cidadão Recifense, conferido pela Câmara Municipal do Recife.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade