Publicidade

Correio Braziliense

'Verdades secretas 2' está sendo planejada por Walcyr Carrasco

Continuação da novela foi confirmada pelo autor em entrevista à revista


postado em 14/08/2018 21:10 / atualizado em 14/08/2018 21:09

Continuação gerou burburinho nas redes sociais(foto: Zé Paulo Cardeal/TV Globo)
Continuação gerou burburinho nas redes sociais (foto: Zé Paulo Cardeal/TV Globo)


Mais de Rodrigo Lombardi, Camila Queiroz, Grazi Massafera e companhia. O autor Walcyr Carrasco confirmou em entrevista à revista Quem que está trabalhando na continuação de Verdades secretas, originalmente exibida em 2015. A revelação foi feita durante a presença do escritor na Bienal do Livro de São Paulo para o lançamento do livro Meus dois pais, nesta terça-feira (14/8).

Walcyr, entretanto, também deixou claro que a decolagem das gravações está na mão, essencialmente, dos atores, ou melhor, da disponibilidade das estrelas: "Estamos pensando em Verdades secretas 2. Deixei plantado ganchos para continuar. Ainda preciso pensar um pouco mais, mas o sucesso internacional está violento. A questão maior não é a história, mas os atores que estão comprometidos com muitos projetos. Então não é uma coisa para amanhã".

O sucesso internacional a qual Walcyr se refere está exposto, principalmente, na crítica estrangeira. O folhetim foi a primeira produção brasileira a ganhar o Prêmio Emmy Internacional de melhor telenovela, em 2016. Além da confirmação à revista, Walcyr também celebrou a continuação pelas redes sociais escrevendo: "Escrever Verdades Secretas 2 é um sonho. Que agora tem chances de concretizar. Estou feliz!"


Carreira e história na televisão

Walcyr foi o grande responsável por colocar o primeiro beijo gay masculino em uma novela de televisão aberta no Brasil, na produção Amor à vida, em 2013 – o primeiro beijo de mesmo sexo geral foi entre um casal lésbico, na novela Amor e Revolução, da emissora SBT, realizado pelas atrizes Luciana Vendramini e Giselle Tigre, em 2011.

Confira:


Entretanto, o balanço do autor em relação à tolerância não é dos mais positivos. Walcyr lamenta o fato de, cada vez mais, grupos radicais pautarem o tom da discussão: "Em Amor à vida teve gente reunida em bar para ver o último capítulo e o beijo. Foi loucura nacional. Mas temos grupos religiosos que gritam muito alto, e às vezes nem são tão representativos. É como em uma escola, se dois ou três pais gritam contra a abordagem de um tema, assustam o professor e o diretor”.

Antes da continuação de Verdades secretas, Walcyr ainda precisa se preocupar com o teatro. O autor lançará – no fim de 2018 – o espetáculo musical Aparecida, no Rio de Janeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade