Publicidade

Correio Braziliense

Conheça escritores de Brasília que vão lançar obras na Bienal do Livro

Diversidade no perfil dos autores escolhidos para lançamentos no evento revela um cenário literário local diverso


postado em 15/08/2018 07:30

Patrícia Baikal está sempre em atividade: escreve, pelo menos, um parágrafo por dia(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 17/6/17)
Patrícia Baikal está sempre em atividade: escreve, pelo menos, um parágrafo por dia (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 17/6/17)

A Bienal Brasil do Livro e da Leitura será realizada de 18 a 26 de agosto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Por mais de uma semana, o evento pretende reunir leitores de todas as idades e oferecer debates, estandes, apresentações e muito mais. “É um evento de alcance nacional e internacional, mas que olha com atenção especial a literatura que é produzida na cidade-sede”, ressalta Suzzy Souza, diretora-geral do evento. “Autoras e autores brasilienses estarão presentes em vários espaços e momentos”, completa.

Por meio de um edital lançado em junho, 24 escritores do DF foram escolhidos (dentre 64 inscritos) para lançarem seus livros numa réplica da tradicional Banca da Conceição, da 308 Sul. Conhecida por receber mesas de conversa, lançamentos de livros, apresentações musicais, dentre outras atividades culturais, a banca é presença confirmada na Bienal pelo segundo ano.

Os selecionados englobam diferentes gêneros: são cinco títulos de poesia, seis de literatura infantil, cinco romances, três de literatura juvenil, duas biografias, uma reportagem, um conto e um ensaio. Os autores representam as mais diversas vozes e demonstram maestria e muita criatividade na hora de emergir os leitores em ótimas narrativas.

Curadoria


A jornalista, escritora e dona da banca da 308 Sul, Conceição Freitas, foi uma das responsáveis por selecionar as obras e admite que, dentre os livros escolhidos, a excelência da escrita produzida por jovens no cenário local a impressionou positivamente. “Apesar do momento de crises de vários tamanhos e em várias áreas, as pessoas continuam produzindo, isso é inspirador”, ressalta a autora.

Patrícia Baikal é bacharel em direito por formação e lançará um suspense psicológico com toques de fantasia no evento, Mulher com brânquias. A autora explora relações familiares e heranças comportamentais na história de Rita, professora universitária prestes a completar 33 anos, idade com que todas as mulheres da família morrem. Ela começa a passar por profundas mudanças físicas, como o surgimento de brânquias e escamas, e é em suas antepassadas que ela encontrará respostas.

“Usei como referências algumas obras clássicas de que gosto muito, como Frankenstein, Metamorfose, A Casa dos espíritos e Moby Dick”, destaca Patrícia. É o segundo livro lançado pela autora de forma independente. Ela marca presença na Banca da Conceição da Bienal no dia 24, às 18h.

Manuela Castro representa as reportagens com A praga, um estudo feito a partir de uma matéria para um canal de tevê sobre as colônias de leprosos no Brasil. “Por mais que tenha sido uma grande reportagem, eu precisei pesquisar muito mais para o livro”, diz a jornalista. “Eu busquei muitas coisas: a mudança do nome de lepra para hanseníase, procurei mais personagens e histórias, famílias separadas, mães que procuram os filhos até hoje”. A obra será lançada no dia 25, às 18h30.

A poeta Carla Andrade mistura memórias de Minas com o presente em Brasília(foto: Arquivo Pessoal)
A poeta Carla Andrade mistura memórias de Minas com o presente em Brasília (foto: Arquivo Pessoal)


Em 2000, Carla Andrade chegava a Brasília ainda jovem. Agora, depois de alguns anos de histórias e três livros de poesia escritos, ela lança o quarto. Caligrafia das nuvens foi publicado pela editora Patuá e mistura memórias do passado em Minas Gerais com o presente e algumas desilusões em Brasília. “A saudade da minha terra e a vontade de construir novas memórias aqui. Essas nuvens rasteiras flertam com a gente”, explica a poeta. Seu lançamento acontecerá no dia 26, às 11h30.

Lançamentos
A Bienal Brasil do Livro e da Leitura acontece de 18 a 26 de agosto. Os romances serão lançados um por dia, de segunda a sexta, às 18 horas. Os outros gêneros serão lançados nos fins de semana, durante todo o dia. Os autores estarão presentes para debater as obras e a entrada é gratuita. Confira aqui a programação completa da Bienal.

*Estagiária sob supervisão de Igor Silveira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade