Publicidade

Correio Braziliense

Roteirista de 'Quarteto Fantástico' pede desculpas pelo filme

'Me desculpem por isso, caras', disse Jeremy Slater ao se referir ao longa da Marvel


postado em 21/08/2018 12:50 / atualizado em 21/08/2018 12:55

O filme é considerado um fracasso de bilheteria(foto: Reprodução/Internet)
O filme é considerado um fracasso de bilheteria (foto: Reprodução/Internet)
 
 
É quase consenso entre público e crítica que o reboot de Quarteto Fantástico (2015) foi uma decepção. A arrecadação na bilheteria, muito aquém do que a Marvel esperava, o faz figurar em listas de maiores fracassos entre filmes de super-heróis. Aparentemente, até mesmo o roteirista do filme, Jeremy Slater, reconhece e compartilha da visão negativa que se tem sobre o filme.

Via Twitter, o cineasta pediu desculpas pela produção. Ele relatava o sonho que tinha de escrever um filme adaptado de obra de Stephen King, além de outros, como participar de um filme da Marvel — desejo realizado pelo que se desculpou. 

“Nas reuniões, eu sempre brinco que fui criado pelos dois Stephens – King e Spielberg – mas isso não é muito longe da verdade. Enquanto outras crianças estavam fazendo esportes ou fazendo qualquer coisa que crianças legais fazem, eu estava passando a noite no Overlook, ou passando a noite nos esgotos embaixo de Derry. E quando eu finalmente coloquei meu pé na porta, eu tive apenas três projetos dos sonhos em minha lista. Um deles era um filme da Marvel (é… me desculpem por isso, caras), o outro era Star wars e o outro era um filme baseado na obra de Stephen King. Qualquer um dos três me deixaria morrer feliz”, diz o tuíte.
 
 

Diferentemente do que ocorre com outros filmes da Marvel, mesmo como não agradam tanto, a arrecadação baixíssima de bilheteria fez com que a produção esquecesse qualquer projeção de continuação. O filme fez apenas US$ 164 milhões (contra o orçamento de US$  155 milhões), pouco para os parâmetros hollywoodianos.

Com direção de Jeremy Slater, o filme foi uma esperança para os fãs dos quatros super-heróis, que já haviam se desapontado com a primeira adaptação. Apenas 27% da crítica avaliou o filme de 2005 positivamente, conforme aponta o compilador de resenhas Rotten Tomatoes. O reboot teve desempenho ainda pior: apenas 9% dos críticos foram bondosos com a película.

O roteirista, que também já escreveu Death note, outra adaptação fracassada, revelou que participará de Tommyknockers, inspirado em livro de Stephen King, ainda sem previsão de estreia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade