Publicidade

Correio Braziliense

Festaguá chega à 13ª edição revigorado e conta com exibição de curtas

O evento vai do dia 22 ao dia 25 do mês de agosto e acontece no Teatro da Praça


postado em 22/08/2018 07:30 / atualizado em 22/08/2018 10:35

(foto: Divulgação/Festival Taguatinga de Cinema)
(foto: Divulgação/Festival Taguatinga de Cinema)


Por 20 anos, o Festival Taguatinga de Cinema (Festaguá) contribui para fazer da região um polo de cultura. Promove apreciação mútua entre Taguatinga e artistas de diferentes cantos do Brasil. Hoje, terá início a 13ª edição, que contará com exibição e premiação de curta-metragens, oficinas e debates sobre o mercado audiovisual de produção independente, além das festas que percorrem os quatro dias de programação.

Apoiados no mote deste ano, “O movimento em nós”, foram inscritos 380 curtas-metragens, dos quais 24 foram selecionados para concorrer a prêmios em dinheiro na Mostra Competitiva. O tema, explica a organização do evento, fala da capacidade “de mover sensibilidades na direção de ideais éticos, da defesa de nossos corpos e territórios, do engajamento político e social e de alternativas para um outro país possível”.

Além das projeções principais, haverá ainda Mostra Infantil (nas manhãs de quinta e sexta-feira), Mostra de Trailers Indie Games (quinta, às 14h30), e a mostra paralela, dividida em três programas dedicados ao engajamento no cinema independente: Lugar de Fala, em que são abordados temas como questão indígena, feminismo e negritude; Cinema Cabuloso, que exibirá curtas produzidos por estudantes de escolas públicas do DF; e WIFT-Brasil, com filmes feitos por mulheres.

A estreia da Mostra competitiva dará sequência à festa de abertura com os DJs Afrobixas. Nas noites seguintes, os embalos percorrerão outras partes da região. O objetivo de descentralizar as comemorações, explica a organizadora Janaína André, é para que o público possa conhecer melhor Taguatinga. “Que é uma cidade fervorosa, de bares, de atrações musicais, então sentimos a necessidade de levar esse público para conhecer esses lugares movimentados da cena noturna da cidade”, exalta.



Homenagens

Músicos locais foram escolhidos para tocar nas quatro noites de evento, que, além do Teatro da Praça do Relógio, passará por estabelecimentos situados na Praça da CNF: Isso Aqui é DF e Galeria Olho de Águia. Esta última é comandada por Ivaldo Cavalcante, um dos homenageados por esta edição do festival.

Fotojornalista premiado internacionalmente, Ivaldo Cavalcanti dedicou-se à região durante toda a sua carreira. Apesar de ficar surpreso com a honraria, em “meio a tanta rapaziada que merece”, ele reconhece o próprio esforço que o torna digno de homenagens. “Eu me doei muito para Taguatinga. Acho que a homenagem é uma forma de reconhecimento muito legal. Quando a gente se doa para uma cidade, a gente tem aquela felicidade de ter um registro dessa luta”.

“Uma cidade sem registro é uma cidade sem memória”, conta Ivaldo, que por várias décadas fotografou os movimentos sociais e culturais do DF e de Taguatinga. Hoje, além de documentarista, contribui para a cena audiovisual local ao exibir filmes de cineastas da região todas as terças em sua galeria.

Também homenageada, Marília Abreu é atriz, palhaça e gestora do Espaço Imaginário Cultural, em Samambaia. Ela diz se sentir surpresa  pela homenagem, já que não tem relação direta com o cinema, apesar de o Espaço Imaginário contar com cineclube. “Sou muito feliz parte por fazer parte da cena cultural do DF, em especial, de Samambaia”, comemora, destacando o peso que o festival tem no DF.

Figura icônica do cinema brasileiro, Zé do Caixão será festejado no último dia por meio de performance do ator Pedro Marins e, em seguida, pelo lançamento do filme A praga do cinema brasileiro, de que participa.

No encerramento, serão reconhecidas três produções nas seguintes categorias: melhor filme concedido pelo júri oficial (R$ 3 mil); melhor filme pelo júri popular (R$ 3 mil); e prêmio de inovação de linguagem pelo júri oficial (R$ 2 mil). A noite de despedida, que no ano passado contou com Liniker, terá Moara e Saci Weré como atrações convidadas.

O festival inclui ainda na programação a 2ª edição do Taguá MAPI — Mercado Audiovisual de Produção Independente (de quinta a sábado), feito para que realizadores, estudantes de audiovisual e público interessado possam aprimorar estratégias para o mercado regional.

*Estagiário sob supervisão de Igor Silveira


13º Festival Taguatinga de Cinema
De 22 a 25 de agosto. No Teatro da Praça (St. Central AE 5, Taguatinga; 3352-0576).
Entrada franca. Confira a classificação indicativa de cada sessão.

Programação do Festival Taguatinga de Cinema


22 de agosto – Quarta



19h: Abertura da Praça de Alimentação e Feira – Teatro da Praça

20h: Mostra Competitiva | Programa 1 – Teatro da Praça

22h: Festa de Abertura com DJs Afrobixas – Teatro da Praça


 
23 de agosto – Quinta   


        

9h às 12h: Taguá MAPI | Oficina de Desenvolvimento de Projetos – Go Inn Hotel

9h30: Mostra Infantil – Teatro da Praça

10h: Debate com os realizadores – Teatro da Praça

14h30 - 18h: Taguá MAPI | Painel 1 – Go Inn Hotel

14h30: Mostra de Trailers Indie Games – Teatro da Praça

15h: Mostra Paralela Cinema Cabuloso – Teatro da Praça

19h: Praça de Alimentação e Feira com discotecagem do DJ Palito – Teatro da Praça

20h: Mostra Competitiva | Programa 2 – Teatro da Praça

22h: Festa Olho de Águia, com DJ Gerson Deveras – Praça da CNF

 

24 de agosto – Sexta


9h às 12h: Taguá MAPI | Oficina de Desenvolvimento de Projetos – Go Inn Hotel

9h30: Mostra Infantil – Teatro da Praça

10h: Debate com os realizadores – Teatro da Praça

14h: Taguá MAPI | Conversa sobre técnicas de jogos para audiovisual – Go Inn Hotel

14h30 - 18h: Taguá MAPI | Painel 2 – Go Inn Hotel

15h: Mostra Paralela Lugar de Fala – Teatro da Praça

19h: Praça de Alimentação e Feira com discotecagem do DJ Palito – Teatro da Praça

20h: Mostra Competitiva | Programa 3 – Teatro da Praça

22h: Festa Isso Aqui é DF, com DJ Itin do Brasil – Praça da CNF

 

25 de agosto - Sábado           


9h às 12h: Taguá MAPI | Oficina de Desenvolvimento de Projetos – Go Inn Hotel

10h: Debate com os realizadores – Teatro da Praça

14h30 - 18h: Taguá MAPI | Masterclass – Go Inn Hotel

15h: Mostra Paralela WIFT-Brasil – Teatro da Praça

19h: Praça de Alimentação e Feira – Teatro da Praça

20h: Mostra Competitiva | Programa 4 – Teatro da Praça

22h: Performance com Zé do Caixão - Encarnado em Pedro Marins

        Exibição do filme A Praga do Cinema Brasileiro (Willian Alves e Zefell Coff)

22h30: Cerimônia de Premiação

23h: Festa de Encerramento, com Moara e Saci Weré
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade