Publicidade

Correio Braziliense

Letícia Almeida vira ré e é proibida de falar da polêmica de DNA da filha

O processo é movido por Jonathan Couto, seu ex-concunhado e o verdadeiro pai de sua filha Maria Madalena. O cantor entrou com uma ação de direito de imagem e indenização por dano moral


postado em 23/08/2018 09:46 / atualizado em 23/08/2018 16:06

Letícia Almeida vai responder na justiça após a confusa história em que seu envolveu (foto: TV Globo/Divulgação )
Letícia Almeida vai responder na justiça após a confusa história em que seu envolveu (foto: TV Globo/Divulgação )

A polêmica história de Letícia Almeida - atriz que fez séries e novelas na Globo, e teve que fazer três testes de DNA para descobrir quem era o pai de sua filha - teve uma nova reviravolta. A atriz está proibida de falar sobre o assunto desde que virou ré num processo movido por Jonathan Couto, seu ex-concunhado e o verdadeiro pai de sua filha Maria Madalena. O cantor entrou com uma ação de direito de imagem e indenização por dano moral, registrada na 6ª Vara Cível, do Rio.
 
Uma audiência de conciliação está marcada para novembro. Até lá, Letícia não pode mais se manifestar sobre o imbróglio familiar em que se viu envolvida nem citar o nome de Jonathan sob a pena de uma multa de R$ 1 mil por dia. No entanto, essa história não deve terminar por aí. Amigos contam que Letícia Almeida está reunindo provas para um contra-ataque, podendo entrar também com uma ação contra Jonathan Couto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade